1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Terrorismo em África, Oscar Pistorius, e ébola destacados na mídia alemã

Esta semana, a epidemia do ébola na África Ocidental, o julgamento do atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius e o combate ao terrorismo no continente africano estiveram em foco na mídia alemã.

default

Vigilantes e locais armados com pistolas patrulham as ruas de Maiduguri, na Nigéria, que vem sendo ameaçada de invasão pelo grupo radical islamista Boko Haram

"Boko Haram – o Estado Islâmico africano?" foi o título escolhido pelo jornal alemão Süddeutsche Zeitung para comparar o grupo radical islamista da Nigéria, Boko Haram, aos islamistas do Estado Islâmico, no Iraque. Na análise, fala-se da semelhança de objetivos e métodos dos grupos.

"O grupo terrorista radical islamista Boko Haram está conquistando cada vez mais e mais cidades no nordeste da Nigéria. Como seus companheiros do Estado Islâmico, no Iraque, eles raptam mulheres jovens, falam de um califado," escreve o jornalista.

Segundo a reportagem, o grupo nigeriano age cada vez menos como terroristas e mais como um exército convencional, conquistando permanentemente cidades inteiras.

No entanto, os analistas ouvidos consideram que o Boko Haram não seria forte o suficiente para manter o controle de grandes centros, como a cidade de Borno. O maior problema no combate ao grupo extremista seria a falta de vontade política do governo nigeriano.

Somalia Abdi Godane al-Shabaab Führer

O líder da milíca radical islâmica Al-Shabaab, Ahmed Abdi Godane, morto por ataques aéreos norte-americanos em Mogadício, na Somália

Esta semana, o Frankfurter Allgemeine Zeitung noticiou a morte do líder da milíca radical islâmica Al-Shabaab, ligada à rede terrorista Al-Qaeda, em ataques aéreos norte-americanos efetuados na capital da Somália, Mogadício.

Em seguida, o jornal publicou uma matéria com a reação do grupo, em que revela que a Al-Shabaab jurou vingança pela morte de seu líder Ahmed Abdi Godane e determinou como sucessor a ele Ahmed Umar, conhecido como Abu Ubaidah.

A reportagem destaca a presença da Al-Shabaab também no Quénia - relembrando o ataque ao shopping Westagte, em Nairobi, que deixou um saldo de 67 mortos.

A sentença de Oscar Pistorius

Também a expectativa pela sentença final do atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, nesta sexta-feira (12.09.14), esteve em foco na mídia alemã.

Oscar Pistorius Urteil 12.09.2014

Atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius ouve o veredito no processo contra ele, na corte em Pretória

O Süddeutsche Zeitung escolheu o título "Por Negligência, Não Intencionalmente," para reportar sobre o primeiro dia da leitura da sentença de Pistorius.

"Ela [a juíza] o condenou não por homicídio premeditado de sua namorada Reeva Steenkamp, como exigiu a acusação, mas por homicídio culposo," escreve o jornal.

Já o Frankfurter Allgemeine Zeitung fala em um "julgamentoespetacular e emocionalmente carregado," lembra os momentos brilhantes da carreira do atleta paralímpico e conclui: "uma absolvição nunca esteve em debate. Mas estava aberta a incômoda pergunta de como se poderia ter estado equivocado sobre ele, ao longo de todos esses anos."

Ebola in Liberia

Funcionários da organização Médicos Sem Fronteiras, na Libéria, desinfetam suas roupas de proteção

Libéria: existência ameaçada

A epidemia do Ébola na África Ocidental voltou a ter destaque nas publicações alemãs esta semana.

O Die Welt reporta que o vírus ébola agora ameaça a existência de um país inteiro na África Ocidental - a Libéria, o mais atingido pela doença. A epidemia estaria sobrecarregando completamente o sistema de saúde Libéria.

A falta de infraestrutura, capacidade logística, conhecimento técnico e dinheiro dificulta a luta contra o vírus letal, esclarece o jornalista e contabiliza: 2046 infectados foram registrados na Libéria.

A matéria recorda que também Serra Leoa, Guiné-Conacri, Nigéria e Senegal sofrem com a epidemia do ébola e cita a insuficiência de meios para combater a doença altamente contagiosa e letal.

O texto finaliza com os anúncios feitos pelo ministro alemão da Saúde, Hermann Grohe, de aumentar os esforços da Alemanha contra o ébola e também do envio de mais 100 médicos norte-americanos, enfermeiros e auxiliares para os países mais afetados, segundo informações da organização norte-americana USAID.

Ouvir o áudio 04:07

Terrorismo em África, Oscar Pistorius, e ébola destacados na mídia alemã

Também o Frankfurter Allgemeine Zeitung, o Die Tageszeitung, o Süddeutsche Zeitung, o Der Freitag e a revista Die Stern, entre outras publicações alemãs, trouxeram reportagens sobre a epidemia do ébola na África Ocidental.

Até o momento, mais de 2.400 pessoas morreram, vítimas da doença, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados