1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Sete mortos em explosões em postos de combustível em Acra

Dois postos explodiram na capital do Gana, na noite de sábado (07.10). Dezenas de pessoas ficaram feridas. Assustados, moradores das redondezas deixaram as suas casas. Causas do acidente estão a ser investigadas.

Ghana Explosion in Tankstelle (picture-alliance/AP Photo/R. Brentuo)

Imagem do local onde aconteceram as explosões, em Acra

Acredita-se que um caminão que transportava gás natural tenha explodido em uma estação estatal de gás natural liquefeito, no subúrbio de Legon, fazendo com que um posto de gasolina do outro lado da rua ardesse chamas perto da entrada da cidade.

A causa exata do acidente está a ser investigada, segundo o porta-voz do Serviço Nacional de Bombeiros do Gana, Billy Anaglatey.

Este domingo (08.10), o Ministério da Informação do Gana informou que 68 pessoas foram hospitalizadas após o acidente e dezenas de outras pessoas foram tratadas e liberadas.

Ghana Explosion in Tankstelle (Reuters/@ronnieamofa)

Explosões resultaram em bolas de fogo que podiam ser vistas de longe

As duas explosões resultaram em bolas de fogo e puderam ser ouvidas em toda a cidade de cerca de sete milhões de pessoas. Residentes locais abandonaram suas casas às pressas.

"Infelizmente, há algumas mortes e estamos trabalhando para ter os números", disse o vice-ministro da Informação, Kojo Oppong Nkrumah, a uma estação de rádio local. "Há também um número considerável de feridos", acrescentou.

Mais de 200 funcionários da polícia foram enviados para ajudar a interditar a área. Ainda segundo o vice-minitro, o incêncio foi controlado.

O Governo do Gana prometeu medidas para aumentar a segurança nas estações de combustível em todo o país.

Fotos do local mostraram carros e destroços espalhados pelas estações de combustível.

Legon é um subúrbio da capital e fica perto de alguns alojamentos da Universidade do Gana.

O chefe da Autoridade de Padrões do Gana, Alex Dodoo, disse que houve oito explosões de gás em quatro anos, incluíndo a de junho de 2015, em que mais de 100 pessoas morreram.

Leia mais