1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

África

Sem areia, praias de sonho em África viram pesadelo

Anualmente são extraídas cerca de 40 mil milhões de toneladas de areia no mundo para construir estradas, edifícios, telefones e microchips. Vários países africanos lançam agora o alerta, porque estão a ficar sem areia.

Zanzibar, um estado semi-autónomo da Tanzânia, dependente economicamente de turistas que vêm à procura das suas famosas praias. Em conversa com a DW, o ministro das Matérias Primas, Hamad Rashid Mohammed, lança o alerta: "Zanzibar está a ficar sem areia”.

O motivo para este prognóstico sombrio é a extração desenfreada de areia para projetos de construção civil. As estatísticas oficiais mostram que no período de 2005 a 2015 foram extraídas quase três milhões de toneladas nas duas ilhas que constituem Zanzibar. "Estamos a falar apenas da extração licenciada. A extração ilegal pode facilmente atingir o dobro”, diz o ministro Mohammed.

Segundo estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (UNEP), anualmente são extraídas 40 mil milhões de toneladas de areias em todo o mundo. A areia é uma matéria-prima indispensável para muitos apetrechos da vida moderna, como telefones móveis e microchips. É ainda fundamental para a construção de casas e estradas. A indústria do cimento precisa de 30 milhões de toneladas todos os anos. Mas, tal como o carvão, o gás natural e o petróleo, a areia não é um recurso renovável e não se regenera com a mesma velocidade a que é extraída.   

Cabo Verde toma medidas

Fischerboote am Strand von Sao Pedro (picture-alliance / dpa)

Cabo Verde quer proteger as praias

Cabo Verde já reagiu: em Fevereiro, o Governo do arquipélago decretou a suspensão imediata da extração de areias do país. Até que sejam implementadas medidas que reforcem a fiscalização, o controlo e a promoção de soluções alternativas, não poderá ser extraída mais areia das praias cabo-verdianas.   

No entanto, num país onde a taxa de desemprego é muito elevada, a tentação de ganhar algum dinheiro rapidamente, mesmo que de forma ilegal, é grande. O roubo de areia é frequente. As consequências são devastadoras. Há praias que já só consistem de pedregulhos e lixo. A areia inexistente deixou de travar a maré alta. A água salgada entra pela terra dentro e destrói colheitas, plantas e casas de habitação.

Ouvir o áudio 02:52

Sem areia, praias de sonho em África viram pesadelo

Em 2002, o Governo proibiu a extração de areia na cidade de Pedra Badejo, na ilha de Santiago. Aqui, a areia negra é protegida pelo exército. Mas, empurrados pela pobreza, os habitantes partem para o mar alto com baldes para extrair a preciosa matéria-prima.  

A extração também é ilegal no Gana, mas a subida das temperaturas levou os peixes a migrar para outras águas e a erosão da costa elimina cada vez mais solo arável. Muitas pessoas já não conseguem viver da pesca e da agricultura. Por isso, extraem areia, agravando o problema.

Castelos de areia

A extração clandestina no Quénia já chegou aos rios de Masaani, Kiungwani, Mbitini e Kwa Nditi. Mas a exploração deste recurso acaba por destruir a base para a sobrevivência local. A falta de areia faz secar os rios, retirando a água aos habitantes e ao gado.

Dubai: Künstliche Inselgruppe - The Palm Jumairah (dpa)

As ilhas artificiais no Dubai foram construídas com areia africana

A areia africana também é exportada. No Dubai, o aterro para construir a ilha artificial "The Palm Jumeirah” necessitou de 200 milhões de metros cúbicos de areia e pedra. Uma parte da areia usada na ampliação do território nacional veio das praias da África.

O ministro das Matérias Primas em Zanzibar, Hamad Rashid Mohammed, diz: "Temos que travar a velocidade da extração e do consumo para proteger a nossa agricultura e as nossas aldeias”. O político exige o desenvolvimento de materiais alternativos e pede que, para já, sejam encontradas soluções temporárias. As licenças de exploração têm que ser repensadas e melhor controladas, conclui Mohammed.

Assistir ao vídeo 04:25

Cabo Verde: Um santuário para as tartarugas

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados