1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Seca em Moçambique causa danos na agricultura

Mais de dezoito mil famílias na província de Maputo, sul de Moçambique, estão a ser afetadas pela fome resultante da seca extrema. Os mais afetados são camponeses e criadores de gado.

Quatro mil famílias estão em situação de dependência alimentar e há quem já tenha perdido mais de 30 cabeças de gado bovino por falta de água, uma vez que os principais rios também estão a secar por causa da canícula. Camponeses e criadores de gado são os mais afetados pela seca

Arnaldo Mutombene, criador de gado, no distrito da Moamba, 80 km a oeste da capital, Maputo, está desesperado porque não sabe onde levar o gado para beber água: “As nossas cabeças estão a morrer, não têm capim. Lá no nosso bairro já perdi trinta e cinco cabeças”.

As previsões iniciais para a época, de chuva normal e acima do normal para a região sul, alimentaram as esperanças do agricultor Timóteo Machava. Mas agora, diz “não tenho nem sequer meio hectare para trabalhar. Decidi parar de trabalhar e fazer apenas algo para a minha subsistência e a da minha família. Porque não temos água, não temos nada. Pode-se tentar apanhar água e regar um dia. Mas no segundo dia, todas as culturas já estão secas. O calor queima mesmo”.

Governo fornece assistência alimentar

Mosambik Dürre Bauern Vieh

A seca afeta sobretudo os criadores de gado e agricultores

O cenário de seca está a comprometer os resultados da primeira época da campanha agrícola 2015 /2016 na província de Maputo. No âmbito desta campanha, o Gverno provincial disponibilizou já aos agricultores mais de 300 toneladas de sementes diversas.

Mas Ernesto Macaringue, agricultor e criador de gado na região de Marracuene, a 30 km a norte da capital do país, viu a produção de arroz perdida por falta de chuva. E diz, apontando um campo seco: “Como vê, este campo aqui, é um campo em que já estaria a colher arroz. Mas como houve este problema de falta de água, o campo está assim como vê”.

Como forma de responder às necessidades das populações afetadas, o Governo de Maputo, acionou planos de assistência alimentar. A diretora provincial de Agricultura e Segurança Alimentar, Leonor Neves, disse que o Governo vai distribuir culturas tolerantes à seca e não só: “Kit de poedeiras, com rações de alimentos e medicamentos, para que as famílias tenham alguma fonte de proteína e possam alimentar os mais carenciados”.

Ouvir o áudio 02:25

Seca em Moçambique causa danos na agricultura

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados