Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) | Moçambique | DW | 09.05.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO)

A Resistência Nacional Moçambicana, mais conhecida pelo acrónimo RENAMO, é o segundo maior partido político de Moçambique. O seu líder histórico foi Afonso Dhlakama.

A RENAMO foi fundada em 1975 após a independência de Moçambique, como uma organização política anti-comunista. Surgiu como reação ao partido único no poder, a FRELIMO, organizando um movimento armado que durou 16 anos. Com o término da guerra civil, sob os termos do Acordo Geral de Paz, assinado em Roma a 4 de Outubro de 1992, o grupo de guerrilha RENAMO converteu-se a partido político. Mesmo como partido político sempre manteve um grupo de homens armados e recomeçou em 2013 um conflito armado com o Governo. Depois de alguns anos, as hostilidades cessaram e iniciou-se um processo de negociação sobre um acordo de paz entre o Governo e a RENAMO.

Ver mais