1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Quem é Isaías Samakuva, o candidato que promete educação gratuita em Angola?

Líder do maior partido da oposição angolana – a UNITA, Samakuva concorre pela segunda vez à Presidência. O candidato também promete um basta ao "cabritismo", que segundo ele foi implantando pelo Governo do MPLA.

default

Samkuva durante campanha à Presidência da República, em 2012

Se for eleito Presidente de Angola nas eleições de 23 agosto, Isaías Henriques Ngola Samakuva promete, entre outras coisas, oferecer educação gratuita até o ensino secundário e saúde de qualidade para os angolanos. Mas quem é o candidato da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), que concorre pela segunda vez às eleições gerais no país?

Samakuva foi eleito presidente da UNITA em 2003, depois da morte em combate do líder-fundador do partido, em 2002, Jonas Malheiro Savimbi. Em 2007, foi reeleito numa disputa com o atual presidente da CASA-CE, Abel Epalanga Chivukuvuku.

Angola Wahlkampf der Opposition UNITA in Luanda | Isaías Samakuva

Abertura da campanha de Samakuva em Cacuaco, no dia 22 de julho

Em 2011, Isaías Smakuva voltou a ser reeleito presidente do maior partido da oposição angolana numa eleição considerada de encenação pela opinião pública e por diversos analistas por ter tido como adversário José Pedro Kachiungo, até então, um ilustre desconhecido da política nacional e entre os próprios militantes do partido.

Prova de liderança

A primeira prova da sua liderança nas eleições angolanas foi nas legislativas de 2008, quando viu o número de deputados do seu partido a cair drasticamente de 70 para 16 na bancada parlamentar. Foi, particularmente, um duro golpe para Isaías Samakuva, que foi obrigado a colocar o seu cargo à disposição. Entretanto, a pretensão de Samakuva foi rejeitada pela cúpula do maior partido da oposição, que atribuiu o desastre eleitoral à fraude orquestrada pelo regime de José Eduardo dos Santos.

Foi adversário direto de José Eduardo dos Santos nas eleições gerais de 2012. Ganhou fôlego ao duplicar o numero de deputados, mas ainda assim sem fazer frente ao Movimento pela Libertação de Angola (MPLA), o partido no poder desde a independência do país em 1975.

Nas eleições gerais de 23 de agosto, as quartas no país desde a instalação do multipardismo, em 1991, Isaias Samakuva, aos 71 anos, tem João Lourenço como novo adversário do MPLA na corrida à Cidade Alta, mas o líder da UNITA diz que o seu adversário é a ruptura de todo sistema.

Wahlkampf Angola

Caso seja eleito, Samakuva promete que a educação receberá mais investimentos que a segurança (Foto de arquivo / 2012)

"O que nos queremos é a mudança. Mas quando estamos a falar da mudança, não estamos a falar apenas de querer ver o senhor José Eduardo dos Santos ir descansar. Quem dirigiu o país há 42 anos e não consegue sequer dar-nos água potável. Este ainda vai ser escolhido outra vez?", disse o candidato da UNITA em discurso.

Mais investimentos na educação

Para convencer o eleitorado da sua postura transparente, o líder da UNITA fez a declaração dos seus bens, da sua esposa e dos filhos. Entre os imóveis arrolados na declaração está um terreno no Benfica, em Luanda. Não possui interesses em nenhuma sociedade comercial e todos os seus rendimentos mensais vêm exclusivamente da sua reforma como brigadeiro, como presidente da UNITA e enquanto membro do Conselho da Republica.

O candidato à Cidade Alta do maior partido na oposição, afirma que com o seu Governo os quadros nacionais poderão competir de igual para igual com os quadros estrangeiros. Também afirma que a educação é um setor estratégico para a segurança do país.

"Não se pode perceber que quando estamos a discutir o Orçamento Geral de Estado vemos mais dinheiro para segurança e defesa e menos para educação. O nosso conceito sobre a segurança é que se o cidadão está bem, estudou bem, teve uma educação de qualidade, ele encontra emprego e está bem na sua comunidade. A segurança esta em certa medida garantida", considera.

Ouvir o áudio 03:47

Quem é Isaías Samakuva, o candidato que promete educação gratuita em Angola?

Basta na corrupção e no "cabritismo"

Brigadeiro na reserva, Isaias Samakuva licenciou-se em Relações Internacionais. Casado com Albertina Satuala Samakuva e é pai de cinco filhos, ele exerceu várias funções na estrutura partidária, como a de representante da UNITA no Reino Unido, na África do Sul, e, mais tarde, delegado na União Europeia.

Se for vencedor das eleições gerais de 23 de agosto, o líder da UNITA promete ainda dar um basta à corrupção, pondo um fim ao que chama de "cabritismo".

"Porque se o enfermeiro ganha mal, o medico ganha mal, e ele tem família em casa para tratar, o que ele vai fazer? Vai pedir gasosa. Porque aqui também no nosso país criou-se o chamado 'cabritismo'. Ali onde você trabalha é onde você come. Temos de acabar com o cabritismo".

"E voces sabem o que é cabritismo?", continua Samakuva durante discurso, "lá, na aldeia, para se dar de comer o cabrito ninguém vai pastar as cabras. À cabra e ao cabrito amarra-se numa árvore e eles ficam a comer o que está em volta", explica.

Depois de 23 de agosto, ganhando ou não as eleições gerais, Isaias Samakuva já comunicou publicamente que abandonará a liderança do seu partido. Resta agora saber se irá abandonar a vida política se perder as eleições.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados