1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Primeiros resultados dão vitória a Kenyatta no Quénia

Os primeiros números apontam para uma clara maioria do partido no poder, de Uhuro Kenyatta, com 55% dos votos. Dados divulgados pela Comissão Eleitoral e imediatamente criticados pelo líder da oposição Raila Odinga.

default

Contagem de votos em Nairobi

"Estes resultados são fictícios e falsos", reagiu Raila Odinga. De acordo com os primeiros resultados das eleições gerais no Quénia divulgados online pela Comissão Eleitoral, o partido do principal líder da oposição terá obtido 44% dos votos, em cerca de dois terços das 41 mil assembleias de voto apuradas.

"Estão a divulgar resultados que estão a ser digitados de forma manual por alguns indivíduos e não pelos oficiais das estacões de voto", criticou ainda Odinga.

Ouvir o áudio 03:22

Primeiros resultados dão vitória a Kenyatta no Quénia

Do lado do partido de Uhuro Kenyatta, o secretário-geral do Jubilee, Raphael Tuju, reprova as críticas da oposição. "se os resultados divulgados lhes fossem favoráveis, o que estariam a dizer agora?", questionou.

"Antes das eleições, essas pessoas disseram que o anúncio dos presidentes e diretores das assembleias eleitorais seriam tidos como válidos e o tribunal chegou mesmo a pronunciar-se sobre isso. Não se pode fazer ou mudar as leis ao sabor de cada um. Regras são regras e todos nós temos de cumpri-las", lembrou ainda Raphael Tuju.

À espera dos resultados

A divulgação dos resultados finais das eleições gerais do Quénia é esperada nos próximos dias. Na terça-feira (08.08), as autoridades eleitorais do Quénia encerraram à hora marcada a maioria das urnas no país, após a participação em massa dos eleitores.

Pelo menos 24 pessoas ficaram feridas na abertura das portas de uma assembleia de voto no centro de Nairobi. O incidente ocorreu na escola primária de Moi Avenue, uma das principais artérias da capital.

Na zona oeste do Quénia, em Kisumu, registaram-se falhas técnicas nos equipamentos eleitorais, rapidamente resolvidas segundo fonte oficial da Comissão Eleitoral.

Quase 20 milhões de quenianos estavam inscritos para eleger um Presidente, governadores, autarcas, deputados, senadores e representantes das mulheres no parlamento.

As eleições no Quénia são tradicionalmente decididas por sentimentos de pertença étnica. Em 2007, uma vaga de violência pós-eleitoral, alimentada pela contestação aos resultados eleitorais, fez mais de mil mortos.

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados