1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Polícia procura suspeito de assassinar edil de Nampula

A Polícia de Moçambique já tem uma descrição clara do suspeito de assassinar o presidente do Conselho Municipal de Nampula. Mahamudo Amurane, do MDM, foi morto com três tiros, na quarta-feira, por um desconhecido.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) tem em curso uma operação para deter o suspeito. "Há indicações claras feitas pelas testemunhas oculares de que os disparos teriam sido feitos por um indivíduo com características devidamente descritas. A polícia está na posse dessas descrições e temos testemunhas importantes", disse à agência de notícias Lusa Inácio Dina, porta-voz da PRM.

De acordo com dados recolhidos pela polícia, Mahamudo Amurane terá sido alvejado por volta das 19:00 de quarta-feira (04.10).

O comandante provincial da PRM em Nampula, Zacarias Zandamela, não quis avançar quaisquer detalhes, mas garantiu que a Polícia está a trabalhar na investigação e oportunamente vai pronunciar-se sobre o assassinato do edil. Para já, não são conhecidas eventuais motivações do crime.

Assassinado no Dia da Paz

Mahamudo Amurane foi baleado junto à sua residência particular, no bairro de Namutequeliua, arredores da cidade de Nampula, a menos de 400 metros de uma esquadra policial, numa altura em que o país celebrava os 25 anos da assinatura dos Acordos Gerais da Paz.

O segurança do edil disse à DW África que teria sido dispensado pelo próprio Amurane por volta das 14:00, depois das cerimónias oficiais.

Ouvir o áudio 03:32

Polícia procura suspeito de assassinar edil de Nampula

Amurane estava na farmácia que geria, no rés-do-chão da sua residência particular, quando um homem entrou e disparou, disse à agência de notícias Lusa Saide Ali, vereador que estava junto do membro da comissão política do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) no momento em que foi alvejado.

Mahamudo Amurane, de 44 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou por perder a vida no Hospital Central de Nampula. "Nós recebemos, por volta das 18:45, o corpo do presidente do Município. Entrou na reanimação, mas já foi confirmado o óbito", disse a diretora clínica da maior unidade sanitária do norte do país, Bainabo Sahal. A autópsia médico-legal será realizada esta quinta-feira (05.10).

Nampula de luto

O assassinato do edil abalou os cidadãos de Nampula e um pouco por todo o país. O MDM em Nampula reagiu à morte de Mahamudo Amurane, que já havia anunciado o abandono do MDM e a recandidatura, nas eleições de outubro de 2018, fora daquele partido, na sequência do mau relacionamento com o partido.

"Nós, como MDM, estamos enlutados, perdemos um quadro sénior do partido, membro da Comissão Política Nacional", disse à DW África Luciano Tarieque, delegado do MDM em Nampula, que exige justiça e pede à polícia que investigue e responsabilize os culpados.

O MDM, terceira força partidária do país, convocou uma sessão extraordinária da comissão política para esta quinta-feira (05.10), na cidade da Beira.

Mahamudo Amurane era casado e pai de dois filhos. A família reside atualmente em Portugal. Antes de ser presidente do Conselho Municipal tinha sido consultor financeiro da UNICEF e assessor financeiro da direção provincial de Educação e Cultura de Sofala.

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados