1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Polícia angolana intervém em manifestação contra resultados eleitorais

Descontentes com os resultados provisórios, alegados simpatizantes da UNITA saíram às ruas na província do Moxico, na sexta-feira (25.08).

De acordo com a Polícia Nacional de Angola, os manifestantes "muniram-se de armas brancas e outros objetos contundentes, com os quais chegaram mesmo a ameaçar, ferir populares indefesos". Os alegados simpatizantes da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) terão causado danos materiais, que a polícia não específica.

"O comportamento indecoroso dos militantes da UNITA, visava, segundo os próprios, demonstrar a sua insatisfação contra os resultados provisórios divulgados pela CNE [Comissão Nacional Eleitoral]", acrescentou a polícia, que diz ter sido chamada a intervir, sem avançar contudo avançar se foram feitas detenções.

Perante a situação, o comandante provincial do Moxico da Polícia Nacional, o comissário Dias do Nascimento, terá convocado um encontro com todos os líderes partidários.

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, exortou os angolanos a manterem a vigilância no processo de escrutínio em curso, mas também a manterem a "serenidade". 

Segundo os últimos dados provisórios divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral, o MPLA liderava a contagem, com 61,05%, seguido da UNITA, com 26,72%.

 A UNITA, CASA-CE e PRS já refutaram estes indicadores, garantindo resultados diferentes na contagem de votos paralela que estão a realizar, com base nas atas síntese e atas de operações enviadas pelos delegados às 25.873 mesas de voto nas eleições de 23 de agosto.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados