1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Pesadas penas de prisão para os assassinos de Kamulingue e Cassule

O julgamento sobre o assassinato dos ativistas angolanos Cassule e Kamulingue que decorria no Tribunal Provincial de Luanda há mais de um ano, terminou esta quinta-feira (26.03) depois de várias paralisações.

default

Tribunal Provincial de Luanda

O Tribunal Provincial de Luanda condenou a pesadas penas de prisão os acusados de terem assassinado os ativistas Isaías Cassule e Alves Kamulingue. As penas de prisão a sete dos oito agentes dos serviços secretos angolanos vão de 14 a 17 anos .

Um dos réus foi absolvido. Os condenados terão ainda de pagar um milhão e 500 mil kwanzas aos familiares de Cassule e Kamulingue.

O general "Filó", considerado pelos condenados como o autor moral dos assassinatos, não compareceu ao julgamento por estar no estrangeiro em tratamento.

Entretanto, os familiares dos assassinados já anunciaram que vão processar o general "Filó".

Foram condenados António Manuel Gamboa Vieira Lopes, 17 anos de prisão efectiva, Augusto Paulo Mota, 16 anos, Manuel Miranda, 16 anos, Luís Miranda, 14 anos, Francisco Pimentel, 14 anos, Edivaldo Domingos dos Santos, Júnior Maurício, 17 anos. João Fragoso foi o único absolvido.

Ouvir o áudio 02:43

Pesadas penas de prisão para os assassinos de Kamulingue e Cassule

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados