1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Partidos moçambicanos unidos contra a violência e a favor da democracia

Membros séniores dos três maiores partidos no distrito de Montepuez, em Cabo Delgado, juntaram-se em campanhas contra a violência e a favor da democracia face ao clima de instabilidade política que se vive em Moçambique.

default

Encontro de séniores dos partidos

A iniciativa que resulta da conjugação de esforços dos partidos Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO), Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), no distrito de Montepuez, em Cabo Delgado, visa essencialmente combater a violência para garantir a manutenção da paz em Moçambique.

Ouvir o áudio 02:19

Partidos moçambicanos unidos contra a violência e a favor da democracia

Os políticos desdobram-se em visitas às comunidades com a missão de disseminar mensagens sobre o papel da paz e democracia na construção e desenvolvimento de Moçambique.

Assane Luciano da RENAMO explicou à DW África que, mais do que ninguém, o seu partido conhece os malefícios da guerra pelo que nunca foi apologista da mesma. “Pretendemos tranquilizar o povo que estará acompanhado pela RENAMO que pretende defender a democracia”, disse o membro sénior do partido.

Priorizar a inclusão

Para a manutenção da paz efetiva é fundamental priorizar a inclusão social e confiança mútua no seio dos moçambicanos declara por seu lado, Augusto Gilauca do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), porque “a guerra não ajuda, a guerra destrói. A melhor coisa é promover um encontro entre as partes”, acredita.

Mosambik Afrika Kriegsgegner

Sede do partido MDM em Pemba

Serafim Dausse da FRELIMO é de opinião que com base no diálogo é possível ultrapassar os diferendos. Dausse entende que a paz é essencial para assegurar a convivência harmoniosa entre os moçambicanos, num ambiente de concórdia. “Não queremos que a guerra retorne, porque estaremos a atrasar o desenvolvimento moçambicano”, disse Dausse à DW África.

Com vista à promoção da cultura da paz efetiva e a manutenção da democracia em Moçambique, em diferentes pontos de Cabo Delgado, foram realizadas recentemente marchas e encontros de reflexão, organizadas pela sociedade civil e confissões religiosas.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados