1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Obras de hospital em Manica paralisadas há dois anos

A construção do hospital distrital de Machaze, no centro de Moçambique, foram suspensas no meio da execução devido à falta de fundos. Empreendimento iniciado em 2014 está orçado em cerca de 3 milhões de euros.

Mosambik Bau des Machaze Krankenhauses (DW/B. Chicotimba)

Construção do hospital distrital de Machaze paralisada

As obras de construção do hospital distrital de Machaze, na província de Manica, centro de Moçambique, estão paralisadas há dois anos. O empreendimento está orçado em mais de 220 milhões de meticais (cerca de três milhões de euros).

Segundo o administrador do distrito de Machaze, Fernando Samuel, as obras de construção do hospital arrancaram em novembro de 2014, com prazo inicial de 18 meses, mas foram paralisadas no final de 2015 por falta de fundos.

Mosambik Machaze Fernando Sauel (DW/B. Chicotimba)

Fernando Samuel, administrador do distrito de Machaze

"Vamos ter os serviços do bloco operatório e também o próprio hospital terá capacidade para 200 camas, com todos os serviços. Assim, terminado a construção, o distrito de Machaze vai ter que apoiar outros distritos. Estamos a falar de Mossurize", explicou.

Enquanto o hospital não está concluído, a população de Machaze tem de continuar a deslocar-se, acrescenta o administrador distrital Fernando Samuel. "Hoje, quando temos problemas de algumas situações, nós corremos para o hospital de Mossurize ou hospital de Muxungué, mas com o novo hospital concluído, nós podemos apoiar também o hospital de Chibabava, na província de Sofala, e o hospital de Massangena, em Gaza", acrescentou Fernando Samuel.

O administrador de Machaze garante que estão a ser feitos esforços para que as obras possam ser retomadas, mas continuam sem data marcada.

Obra será concluída?

O governador de Manica, Alberto Ricardo Mondlane, garante ter conversado com a ministra da Saúde, Nazira Abdula, a fim de encontrar meios para concluir as obras do hospital Machaze, no sul da província.

Alberto Ricardo Mondlane (DW/B. Jequete)

Alberto Ricardo Mondlane, governador de Manica

"Essa é uma das preocupações principais que nós temos em relação ao distrito de Machaze, que é conseguirmos concluir o hospital que felizmente conseguimos num outro momento iniciar. Agora o que falta é terminar", sublinhou o governador de Manica.

"Há alguns constrangimentos contra os quais estamos a envidar esforços para superar e nós queremos acreditar que o nosso Governo vai conseguir encontrar soluções para este assunto. É um assunto que não só olhamos para ele ao nível da província, como também ao nível central, refiro-me do Ministério da Saúde."

As obras de construção do hospital distrital de Machaze estão sob a alçada do Ministério de Saúde, num financiamento que provém do Orçamento do Estado. Além do hospital, o empreendimento deverá ter ainda seis residências para profissionais de saúde.

O hospital distrital de Machaze, caso seja concluído, poderá atender as populações oriundas de Chibabava e Muxungué, em Sofala, e Massangena, em Gaza, além dos distritos vizinhos, como Mossurize, na província de Manica.

Leia mais