1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Nyusi reitera disponibilidade para dialogar com Dhlakama

No arranque de uma visita de três dias à província de Inhambane, o Presidente Filipe Nyusi, ouviu as preocupações da população sobre a violência em Moçambique. E garantiu estar pronto a dialogar com o líder da RENAMO.

"Estou aqui e estou pronto. Posso sair daqui da reunião e falar", afirmou esta terça-feira (09.08) Filipe Nyusi (à direita na foto) num comício em Cumbana, distrito de Jangamo, no arranque de uma visita de três dias à província de Inhambane.

O chefe de Estado moçambicano respondia, assim, às mensagens apresentadas pela população, que considera urgente um encontro de Nyusi com o líder do maior partido da oposição, Afonso Dhlakama, para acabar com o conflito político-militar e alcançar a paz efetiva.

Filipe Nyusi in Inhambane

Comício de Filipe Nyusi em Inhambane

"A população de Jangamo condena os ataques perpetrados pelos homens da RENAMO no país, com maior incidência na zona centro e norte, bem como no distrito de Funhalouro, aqui na província de Inhambane", disse um residente local, numa mensagem da população dirigida ao Presidente da República.

"Queremos se alcance a paz efetiva no nosso país o mais rapidamente possível", apelou.

Alguns populares da região afirmaram que o líder da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) está em parte incerta "porque tem medo de ser morto pelas forças do Governo".

Negociações em Maputo

As negociações sobre o diálogo político foram retomadas esta segunda-feira (08.08), na capital moçambicana, em Maputo, com a presença dos mediadores internacionais, depois de uma interrupção de dez dias.

Quett Masire, antigo Presidente do Botsuana e um dos mediadores internacionais, disse aos jornalistas que o encontro tinha sido satisfatório, sem, no entanto, avançar pormenores.

A equipa de medição internacional das negociações de paz entre o Governo e a RENAMO continuou os trabalhos na terça-feira (09.08), à porta fechada.

Ouvir o áudio 02:10

Nyusi reitera disponibilidade para dialogar com Dhlakama

Segundo Angelo Romano, da Comunidade de Santo Egídio, um dos mediadores indicados pela União Europeia (UE), tratou-se de "uma reunião interna", motivo pelo que não foram avançados detalhes sobre a agenda.

Esta quarta-feira (10.08), a equipa de mediação encontra-se com a delegação da RENAMO. O ponto principal das conversações tem sido a exigência do principal partido de oposição de governar nas seis províncias onde reivindica vitória nas eleições gerais de 2014.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados