1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Níger: Milhares de pessoas protestam contra o regime

Acusam o Governo de má gestão, de ser responsável pelo aumento do custo de vida e contestam a presença de tropas ocidentais.

default

Niamey foi palco de protestos, organizados pela sociedade civil, também em 2015

Em resposta ao apelo de várias organizações da sociedade civil, professores, alunos, funcionários municipais e comerciantes percorreram as ruas de Niamey, este sábado (04.04), em protesto contra o regime do Presidente Mahamadou Issoufou. No final da marcha, reuniram-se frente ao Parlamento gritando, na língua local, que "a vida é muito difícil" no país.

Há meses em greve, os funcionários municipais reclamaram o pagamento de seis e sete meses de salários em atraso. Os comerciantes mostraram a sua indignação perante a destruição de várias lojas, barracas e restaurantes pelo município de Niamey. Militantes da oposição participaram também na manifestação, que acabou por se dispersar pacificamente.

Os manifestantes exigiram também a anulação de um acordo, assinado em 2014, que concede ao grupo francês Bolloré o monopólio da manutenção de dois importantes entrepostos aduaneiros em Niamey, o que provocou um significativo aumento de impostos.

Os manifestnates protestaram ainda contra a presença de bases militares da França, Estados Unidos e Alemanha, que oficialmente se dedicam à luta contra o terrorismo no Mali e na Líbia.

Situado na regão do Sahel, o Níger é um país quase totalmente desértico, dos mais pobres do mundo. A sua economia é afetada pela queda, nos mercados internacionais, do preço do petóleo (que modestamente produz desde 2011) e do preço do urânio (grande produtor mundial).

Uma parte dos recursos do país destina-se à luta contra os jihadistas do Mali e o grupo nigeriano Boko Haram, que frequentemente realiza ataques no Níger.

Assistir ao vídeo 01:14

Níger: país de trânsito

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados