1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Morreu o primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas

O general João de Matos morreu hoje em Espanha, aos 62 anos, vítima de doença prolongada, informou o MPLA, partido no poder em Angola.

Symbolbild - Soldaten aus Angola (Getty Images)

Foto de arquivo (2010)

João Baptista de Matos foi um dos mais conceituados generais das Forças Armadas Angolanas, que ajudou a criar, a 9 de outubro de 1991, e vivia entre Espanha e Angola há vários anos, sendo públicas as participações que detinha em várias empresas.

A morte de João de Matos chegou a ser noticiada na terça-feira, 31 de outubro, pela televisão pública angolana, que horas depois, citando familiares, recuava, informando que o general continuava vivo.

MPLA destaca "prestígio"

Na informação em que este sábado (4.11) torna pública a morte do general João de Matos, general de Exército reformado, o bureau político do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) destaca-o "como um intrépido comandante político-militar, que soube interpretar e aplicar, na prática, os anseios mais nobres do povo angolano, na sua luta revolucionária pela conquista e preservação da Independência Nacional, da integridade territorial de Angola e da paz definitiva".

"Tendo granjeado, por isso, grande prestígio no país e no exterior", lê-se no comunicado.

O general João de Matos chegou a liderar a força militar angolana enviada para a República Democrática do Congo, a pedido do então Presidente Laurent-Désiré Kabila, na guerra civil que atingiu o país vizinho, em 1998.

Foi chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas entre 1991 (antes das primeiras eleições angolanas) e 1999.

Leia mais