1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique quer ser líder mundial na produção de frango

Moçambique tenciona, até 2019, produzir frangos suficientes para abastecer o país e o mercado internacional. Produtores de frango e ovos assumem o desafio lançado pelo Governo, mas queixam-se dos elevados custos.

Há uma década, Moçambique produzia menos de seis mil toneladas de frango por ano. Hoje, produz 75 mil. Ainda assim, isso não chega para satisfazer a procura nacional e o país continua a importar milhares de toneladas de frango. Os preços baixos dos frangos da África do Sul, Brasil e Estados Unidos da América (EUA) continuam a ser um problema para os produtores moçambicanos.

Os avicultores moçambicanos dizem que isto tem de acabar. Numa reunião em Nampula, no início de dezembro, anunciaram que estão empenhados em produzir frango em quantidade suficiente para acabar com as importações, sem descurar na qualidade - prometem os avicultores.

Mas, para baixar os custos de produção, serão precisos incentivos do Estado - a começar, pelas rações. Moçambique tem de aumentar a sua competitividade, diz Samuel Langa, um representante das fábricas de rações. "Solicitamos que se inclua a isenção na aplicação de IVA nas matérias-primas, isso para permitir que os custos de produção baixem e pratiquemos os melhores preços do mercado", defende.

Instabilidade político-militar

Outro dos problemas é a instabilidade económica e político-militar em Moçambique, segundo Suzana Luciano, uma representante das empresas incubadoras de ovos.

Mosambik Landwirtschaft - Geflügel, Eier

Conflito no país também dificulta a distribução de ovos

''Assumimos o compromisso de crescer com as necessidades do mercado, continuando a investir e aumentando a capacidade de produção no sector, e o que gostaríamos ver do lado do Governo é que continuasse a criar um ambiente de estabilidade no país", apela. "Porque nós temos de distribuir ovos e pintos no centro e norte e temos dificuldades em circular".

Apesar disso tudo, e do baixo poder de compra e da falta de fármacos, comedouros e bebedouros, a produção está a aumentar. "Só em 2015 foram produzidos [na província] 1.592.000 frangos contra 2.360.000 em 2016, isto representa um crescimento de 48", explica Manuel Paulo, representante dos pequenos avicultores da província de Nampula.

Agência para a avicultura

Para a produção aumentar ainda mais, os avicultores recomendam a criação de uma agência para o desenvolvimento da avicultura e o controlo rotineiro dos aviários, para impedir que os frangos sejam roubados.

Ouvir o áudio 02:44

Moçambique quer ser líder mundial na produção de frango

O Governo já prometeu apoiar o setor, para que um dia o país possa integrar a lista dos líderes mundiais na produção de frango. O Presidente da Republica, Filipe Nyusi, esteve na reunião dos avicultores em Nampula e disse que iria intensificar os apoios ao setor.

A expetativa é que "a massificação do frango vai galvanizar o desenvolvimento económico integrado", disse Nyusi.

"Estamos a dizer que devemos aumentar drasticamente a produção para acabarmos com a importação do frango dentro deste ciclo de governação", acrescentou.

Também o programa entre Moçambique, Japão e Brasil para o desenvolvimento agrário no corredor de Nacala (ProSavana) prevê potenciar a avicultura na região.

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados