1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique: Campanha "férias saudáveis" será repetida na Páscoa

Mais de seis mil mineiros moçambicanos que trabalham na África do Sul fizeram testes de HIV/SIDA, tuberculose e outras doenças na província de Gaza, sul de Moçambique, durante a época de Natal e Ano Novo.

 HIV / AIDS-Test in Gaza (06.01.2017) (Provinz -sud Mosambik)
(DW/C. Matsinhe)

Mineiro de Gaza participa na campanha "Férias saudáveis"

A campanha "Férias Saudáveis" terminou esta sexta-feira (06.01) e foi promovida pela OIM, a Organização Internacional para as Migrações. E vai continuar na próxima época festiva.

Castelo Muholove, de 51 anos, é mineiro na companhia sul-africana Impala há 15 anos. Foi passar o Natal e o Ano Novo com a família, em Gaza - a província de Moçambique que mais mão-de-obra envia para as minas da África do Sul. E acabou por participar na campanha de despistagem de doenças promovida pela Organização Internacional para as Migrações. Mas alguns colegas têm medo de fazer estes testes.

"Outros afirmam que não podemos fazer o teste, porque podem ficar com stress de que estão a caminho da morte. Apanhar doenças não significa morrer logo. Então, eu apelo para que também façam teste".

A esposa do mineiro, Dinéria Sive, juntou-se ao marido e fez os testes de despistagem de doenças. Gostaria que todas as mulheres casadas com mineiros seguissem o seu exemplo.

 HIV / AIDS-Test in Gaza (06.01.2017) (Provinz -sud Mosambik)
(DW/C. Matsinhe)

Mineiros e suas famílias participam nos testes

"Estou com o meu marido,  então tive vontade de fazer os testes. Ele também diz que faz lá na África do Sul, neste caso fazer teste é muito bom porque você conhece o seu estado serológico. Eu gostaria que seguissem o meu exemplo, mesmo alguém ainda não infetado só pode dar graças a Deus se morrer amanhã".

Participação de ativistas comunitários

A campanha foi dirigida por ativistas comunitários junto da TEBA, entidade recrutadora de mão-de-obra para as minas de África de Sul, no Hospital Rural de Chicumbane e em comunidades circunvizinhas.

Na província de Gaza, a taxa de prevalência do HIV ronda os 25%, segundo os números mais recentes das autoridades de saúde. Por isso, a OIM quis chamar a atenção dos mineiros e das suas famílias para a elevada taxa. Quis também apelar ao não abandono do tratamento da tuberculose.

A campanha "Férias saudáveis" foi realizada durante a quadra festiva porque é mais fácil encontrar os mineiros neste período em que regressam a Moçambique para visitar a família.

Uma estratégia para aumentar a consciencialização para os riscos de contrair doenças, diz Linda Magaia, especialista da Organização Internacional para as Migrações em Moçambique.

 HIV / AIDS-Test in Gaza (06.01.2017) (Provinz -sud Mosambik)
(DW/C. Matsinhe)

Ativistas aconselhando os mineiros de Gaza que trabalham na África do Sul

"Notamos uma grande diferença nesta campanha. Temos uma grande adesão, talvez por causa da diversificação dos serviços que nós oferecemos, mas por outro lado a parceria com a TEBA que nos permite ter acesso aos mineiros e suas famílias de forma particular, nós ultrapassamos as metas em todas as áreas."

Acompanhamento hospitalar e medicamentosa

Segundo a especialista, os mineiros com HIV terão acompanhamento hospitalar em Moçambique. E também serão enviados medicamentos para a África do Sul.

Os pacientes diagnosticados com tuberculose também serão acompanhados pela OIM nos postos de trabalho da organização no país vizinho.

A próxima campanha da OIM dirigida aos mineiros de Gaza está prevista para a Páscoa.

Ouvir o áudio 02:56

Moçambique: Campanha "férias saudáveis" será repetida na Páscoa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados