1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambicanos preocupados com pesca ilegal no Lago Niassa

No Lago Niassa, há cada vez mais pescadores malawianos a pescar ilegalmente. Os moçambicanos queixam-se que perdem peixe.

Apesar de as autoridades moçambicanas prometerem mais fiscalização, os pescadores do Lago Niassa, no norte de Moçambique, queixam-se do aumento dos pescadores que saem do Malawi para pescar ilegalmente nas águas que lhes são reservadas.

"Sim, nós falámos com eles. Há malawianos que estão a pescar e não têm documentos", afirma António Mustafa, um dos pescadores que denuncia estas práticas.

Eles queixam-se que uma grande parte do peixe é apanhada por estrangeiros, que vêm equipados com material mais sofisticado. "Eles pescam aqui e depois vão comer nas suas casas. Devem voltar para lá", afirma um outro pescador, que não se quis identificar, à DW.

Fischer in Niassa Lake

Pescadores no Lago Niassa

Governo promete aumentar fiscalização

Os pescadores moçambicanos demonstraram a sua preocupação durante um encontro com as autoridades governamentais da província do Niassa.

O governador, Arlindo Chiundo, admitiu que o governo está a falhar na atribuição de licenças de pesca, mas considera que o problema é fácil de resolver. "Ele parte de um mau entendimento ao nível da base, sobre a forma de atribuir a licença. Eu acho que deve haver um maior rigor na sua atribuição, pois quem as atribui não tem olhado para [a nacionalidade do cidadão], se é moçambicano ou estrangeiro. Dão apenas a licença", afirma.

Ouvir o áudio 02:19

Moçambicanos preocupados com pesca ilegal no Lago Niassa

"Nós gostaríamos que este assunto fosse ultrapassado. Assim não vai haver situações como as do período de defeso [altura em que a pesca é proibida, para permitir a reprodução das espécies], em que os moçambicanos não se fazem ao lago, mas os estrangeiros, sobretudo os ilegais, vão para lá", salienta o governador. "Vamos reforçar a fiscalização ao nível do lago, para que todos os prevaricadores sejam responsabilizados e levados à barra da justiça".

Uma promessa que os pescadores esperam que seja cumprida, tal como o aumento da fiscalização por parte das autoridades.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados