1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambicanos marcham pela paz efetiva e duradoura no país

Em Chimoio, organizações da sociedade civil pressionaram o Governo e a RENAMO este sábado (02.09) para um acordo de paz. Nyusi assegura estar empenhado no diálogo com o partido da oposição.

Centenas de pessoas, representando diversas organizações da sociedade civil, marcharam este sábado (02.09) em Chimoio, capital provincial de Manica,  região central de Moçambique, com objetivo de pressionar o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO), Afonso Dhlakama, para um acordo de paz efetiva e duradoura no país.

Os manifestantes percorreram diferentes ruas e avenidas da capital dizendo "queremos  a paz, papa Nyusi, papa Nyusi não se canse com a promessa que fizeste com a população que é de trazer a paz efectiva e duradoura em Moçambique". 

Mosambik Friedensmarsch Daniel Marques

Administrador de Chimoio: Governo apoia a marcha dos cidadãos

O representante das confissões religiosas em Manica, Pedro Francisco, disse que os moçambicanos querem que os dois líderes cheguem em breve a um acordo de paz. "Queremos encorrajar o Presidente a prosseguir com trabalho de busca pela paz. Enaltecemos a disponibilidade que teve de ir falar com o líder da RENAMO. Por esta razão que nós estamos a marchar". 

O administrador de Chimoio, Daniel Marques Andicene, também fez parte da marcha e explicou que "a manifestação foi promovida pela sociedade civil". "Nós, como governo, juntamo-nos a eles porque acreditamos ser uma marcha que espelha uma realidade. Queremos encorajar o Presidente da República a intensificar cada vez mais o diálogo com a RENAMO para alcançar a paz definitiva". 

Mosambik Friedensmarsch

Todos pela paz: Manifestação em Chimoio reuniu diferentes organizações da sociedade civil moçambicana

"Queremos circular livremente pelas estradas"

Entre os cidadãos que participavam da caminhada este sábado estava Roque Armando. Segundo ele, a população reconhece os esforços que têm sido feitos por ambas as partes para que um acordo de paz seja alcançado.

"Estamos nesta marcha por uma simples razão. Primeiro, queremos enaltecer o esforço do Presidente Nyusi por ter se deslocado a serra de Gorongosa para conversar com o Afonso Dhlakama. Também queremos pressionar os dois a se entenderem para que a paz seja efetiva e duradoura no nosso país", explicou Armando, que também fez um apelo: "Não mais a guerra em Moçambique.  Queremos circular livremente nas estradas". 

Diálogo para a paz

Assistir ao vídeo 00:54

"Todos pela paz em Moçambique"

O Presidente Filipe Nyusi assegurou nesta sexta-feira que o Governo continuará a dialogar com a RENAMO para o alcance de um acordo definitivo de paz para o país. Ainda segundo Nyusi, o fato de o diálogo para a paz ter sido assumido por ambos os líderes demonstra o compromisso firmado para o fim dos conflitos em Moçambique.

Segundo a agência de notícias AFP, o líder da RENAMO, maior partido da oposição moçambicana, voltou a afirmar também nesta sexta-feira que pretende assinar com o Governo um acordo de paz entre os meses de outubro e novembro.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados