1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

MDM lidera na Beira e em Quelimane nas autárquicas em Moçambique

A contagem provisória dos votos indica que o Movimento Democrático de Moçambique poderá obter a maioria de assentos nas assembleias municipais na Beira e em Quelimane, que já estão com o terceiro maior partido do país.

default

Em Quelimane, dados disponíveis indicam vitória de Manuel de Araújo

Embora a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), o partido no poder, esteja em vantagem na maioria dos 53 municípios, a oposição ganhou mais força nos redutos do partido governamental.

Caso se mantenha esta tendência na contagem dos votos das eleições autárquicas em Moçambique desta quarta-feira (20.11), este poderá ser um dos mais importantes ganhos do Movimento Democrático de Moçambique (MDM).

A força do MDM

O MDM, a terceira força política do país, conta com mais de 29 mil votos contra 14 mil da FRELIMO na disputa dos assentos à Assembleia Municipal da Beira, a segunda maior cidade do país, de acorod com uma contagem paralela baseada em editais e em dados anotados por observadores.

Até o momento, Daviz Simango, líder do MDM, que concorre ao terceiro mandato, seguia à frente.

Mosambik Kommunalwahlen 2013

FRELIMO venceu na maior parte das autarquias

Em Quelimane, também no centro de Moçambique, os dados disponíveis até ao momento indicam que Manuel de Araújo, outro nome do MDM que concorre à sua reeleição, soma 15 mil votos contra seis mil do seu oponente Abel Henriques, da FRELIMO.

No anterior mandato, tanto Daviz Simango como Manuel de Araújo tiveram dificuldades em fazer passar algumas das suas propostas de governação, devido a tentativas de inviabilização levadas a cabo pela bancada maioritaria da FRELIMO e ainda, em alguns casos, pela RENAMO.

Nas cidades da Beira e Quelimane, o MDM saiu esta quinta-feira às ruas para festejar a vitória de seus candidatos e do seu partido. Em Quelimane, uma pessoa morreu quando a polícia disparou sobre uma caravana do partido que comemorava a vitória nas eleições.

Disputa por Nampula

O MDM poderá conseguir igualmente, pela primeira vez, assentos em várias outras autarquias. A contagem de votos ainda prossegue no país, aguardando-se que os resultados finais provisórios sejam divulgados até esta sexta-feira pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

MDM-Kampagne für die Kommunalwahlen in der Stadt Nampula

Campanha política em Nampula

Esperava-se que os resultados fossem tornados públicos um dia antes, mas fontes do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) afirmaram que ainda se regista morosidade no apuramento de votos em algumas autarquias.

Na sua página do Facebook, a CNE pediu desculpas pela troca de resultados apresentada na sua página online. Por causa disso, o órgão eleitoral decidiu suspender o site."Queremos crer que o mesmo tenha sido invadido", lia-se no Facebook, onde os resultados provórios das eleições continuam a ser divulgados.

Os dados parciais provisórios divulgados até ao momento dão larga vitória ao partido no poder, a FRELIMO. Há uma grande expectativa quanto ao desfecho em Gurue, na província da Zambézia, onde a diferenca de votos entre os candidatos da FRELIMO e do MDM é mínima.

A FRELIMO confirmou a permanência na presidência dos municipios em todas as autarquias que se encontram em seu poder e registra uma vantagem na contagem de votos em todos os dez novos locais onde tiveram lugar as eleições.

O escrutínio será, no entanto, repetido na autarquia de Nampula, terceira maior cidade do país, devido a omissão no boletim de voto de um dos candidatos. Prevê-se que esta localidade poderá registar uma das maiores "batalhas" das presentes eleições autarquicas entre a FRELIMO e o MDM. Ambos querem o poder em Nampula devido a sua importância estratégica enquanto capital do norte e maior círculo eleitoral do país nas eleições gerais.

Ouvir o áudio 02:49

MDM lidera na Beira e em Quelimane nas autárquicas em Moçambique

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados