1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Marinha italiana faz operação de charme em Moçambique

Um porta-aviões e três navios da marinha italiana estão em Maputo para missão humanitária e campanha de promoção da indústria daquele país. Itália rejeita qualquer ligação com a tensão político-militar em Moçambique.

default

Vista do porto de Maputo

Um porta-aviões da marinha de guerra italiana, denominado Cavour, encontra-se ancorado no porto de Maputo desde a última segunda-feira (27.01), onde deverá permanecer até ao início de fevereiro.

O porta-aviões veio juntar-se a três navios da marinha italiana que se encontravam já no porto de Maputo, desde a última sexta-feira (24.01), nomeadamente o Etna, Borsini e Bergamini. Estes navios deixam Maputo ainda esta semana, à exceção do barco patrulha Borsini que vai permanecer durante dois meses, no âmbito da cooperação com a marinha moçambicana.

A presença dos navios de guerra da marinha italiana acontece numa altura em que se regista uma escalada da tensão político-militar em Moçambique, com confrontos atribuídos a homens armados da RENAMO (Resistência Nacional Moçambicana), o maior partido da oposição, contra alvos civis e forças governamentais.

No entanto, o embaixador de Itália em Moçambique, Roberto Vellano, garante que “não há nenhuma ligação entre a promoção da indústria nacional italiana, incluindo a indústria do sector de Defesa, e a situação de tensão que se vive, neste momento, em Moçambique”. Vellano disse ainda estar “confiante de que vai terminar cedo” este clima de crise.

Itália como ponto de reconciliação moçambicana

Italien Marine im Einsatz bei Lampedusa

Marinha italiana mostra indústria de defesa em Moçambique

Itália acolheu as negociações que culminaram com a assinatura do Acordo Geral de Paz em Roma, que pôs termo a 16 anos de guerra civil.

O embaixador Roberto Vellano reitera “a importância que a Itália, o país onde se assinou o Acordo de Paz em 1992, atribui à manutenção da paz e estabilidade em Moçambique”.

O Embaixador italiano acredita que os moçambicanos saberão encontrar uma solução pacífica para a atual tensão político-militar.

“Tal como há 21 anos, continuamos confiantes que os moçambicanos saberão continuar o diálogo entre todas as forças políticas para manter e consolidar a paz e a reconciliação nacional”, afirmou Roberto Vellano.

Navios para assistência médica

O porta-aviões e os três navios ancorados no porto de Maputo têm um total de 1200 tripulantes.

Ouvir o áudio 02:49

Marinha italiana faz operação de charme em Moçambique

A bordo das embarcações estão expostos diversos produtos da indústria italiana.

Prevê-se que cerca de 500 crianças moçambicanas venham a beneficiar a bordo dos navios de uma campanha lançada esta terça-feira (28.01) que consistirá em operações cirúrgicas de fendas lábio-palatinas e triagem em oftalmologia e optometria.

Estes serviços são gratuitos numa iniciativa Ministério da Saúde moçambicano (MISAU), em parceria com a Organização “Operation Smile” da África do Sul e da Marinha Italiana.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados