1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Manica: Ataques de Bárue atribuidos a "bandidos armados" ligados à RENAMO

Na província de Manica um grupo de 10 a 15 homens armados vandalizou um complexo penitenciário, um centro de saúde, assim como uma filial da empresa "Companhia de Vanduzi". Também foram libertados 48 presos da cadeia.

default

Elsídia Filipe, porta-voz da PRM em Manica, diz que a polícia está "no terreno" a investigar os mais recentes ataques

A Polícia da República de Moçambique em Manica (PRM) confirmou que a ação teve lugar na madrugada de segunda-feira (19.12.2016) e que fora levada a cabo pelo braço armado da Resistência Nacional de Moçambique (RENAMO).

Ouvir o áudio 03:30

Manica: Ataques de Burúe atribuidos a "bandidos armados" ligados à RENAMO

Na sequência do ataque a prisão no distrito de Bárue, os homens armados soltaram 48 reclusos que cumpriam suas penas naquela cadeia distrital. Os assaltantes apoderaram-se também de um número não identificado de fardas de guardas prisionais, assim como de várias algemas e de outro material da penitenciária.

No posto de saúde os autores recolheram diversos medicamentos que se encontravam naquela unidade hospitalar.

Na filial da empresa "Companhia de Vanduzi", os homens armados aterrorizaram vários trabalhadores e guardas que se encontravam a dormir, tendo saqueado diversos produtos alimentares, quatro motorizadas, assim como algum material informático, como computadores.

Polícia está no terreno, mas os resultados são parcos

Segundo a porta-voz do Comando Provincial da Policia da Republica de Moçambique em Manica, Elsídia Filipe, a corporação conseguiu, até agora, recapturar apenas seis reclusos dos 48 soltos pelos homens armados.

Mosambik Chiomoio Demonstration

As pessoas na província de Manica estão "fartas" de violência. Na foto: manifestação pela paz em Chimoio, em fevereiro de 2016

“Os assaltos tiveram lugar quando eram 4 horas e 20 minutos de segunda-feira. Tudo aconteceu no distrito de Bárue, localidade de Chiwala, povoado de Honde. Não registámos danos humanos, mas sim danos materiais significativos”, explicou Elsidia Filipe porta-voz da PRM em Manica. E adiantou: "Neste momento nós estamos a trabalhar. Estamos a fazer tudo para recapturar mais reclusos que foram soltos pelos homens da RENAMO. Os seis que conseguimos recapturar encontravam-se no distrito de Vanduzi."

Augusto Jaime, director corporativo da empresa Companhia de Vanduzi, deu a conhecer que um grupo de pessoas armadas vandalizou as instalações da sua empresa, tendo-se apoderado de vários bens, nomeadamente de material de escritório, computadores, motorizadas, televisores, alimentação e outros produtos.

“O que fizeram foi uma ação de vandalismo, de furto. Roubaram material de escritório, material que estava na casa do pessoal de gestão de campo. Os bandidos armados apoderaram-se de tudo, desde comida, televisores, motas, computadores. Ate agora é este o relatório preliminar. Felizmente não houve vítimas humanas e os bandidos puseram-se em fuga” disse o director corporativo da empresa "Companhia de Vanduzi".    

A DW África contactou tentou contactar a RENAMO em Manica, mas ninguém - da parte do partido da perdiz - manifestou disponibilidade de comentar os ataques de segunda-feira.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados