1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

RÁDIO

Juventude em Foco despede-se dos ouvintes

Depois de 12 anos de história, o programa voltado para a juventude dos países lusófonos do continente africano deixa de integrar a grelha da DW África.

default

Crianças integrantes do projeto "Eine Schule für Bissau", tema do Juventude em Foco de 24.08.14

Com as recentes mudanças na programação da DW África, o Juventude em Foco despediu-se dos ouvintes no último dia 25 de outubro. O magazine juvenil foi transmitido durante 12 anos nas emissões da manhã e da noite de domingo.

O programa foi criado em 4 de abril de 2002, a partir de uma proposta de Nélio dos Santos,na época repórter da redação Português para África da DW e hoje jornalista da Rádio Nacional de Cabo Verde.

“Começamos a receber cartas dos ouvintes, sobretudo dos mais jovens. Pensamos que estava a faltar algo para este segmento. O programa teve início num momento em que a Deutsche Welle estava a lançar uma imagem mais jovem”, relata.

Ouvir o áudio 11:15

Ouça o último Juventude em Foco

Nélio dos Santos acrescenta que o Juventude em Foco foi pioneiro e influenciou outras redações para a África da DW, que também adotaram o modelo.

Na última emissão, jornalistas que participaram no programa refletiram sobre a importância do Juventude em Foco e relembraram alguns momentos.

Canal de entretenimento e informação

O Juventude em Foco foi feito por jovens e para jovens. Era o momento mais leve da programação e tinha como proposta o diálogo intercultural, com assuntos mais divertidos e outros mais díficeis sobre a realidade da juventude dos países lusófonos da África. Uma das ideias iniciais era levar aos ouvintes as músicas mais tocadas na Alemanha e na Europa.

Entre as temáticas, política, educação, imigração, questões de saúde e manifestações culturais. “O Juventude em Foco levava, na linguagem do jovem, temas sérios. Um dos que me marcou foi uma entrevista que fiz sobre gravidez na adolescência. Mas também tinha aquele lado legal de sugerir pautas, como a Oktoberfest e o Carnaval de Colónia, que permitiam ir para a rua e entrevistar pessoas. Isso me possibilitou um contato maior com a própria cultura alemã”, conta Cristiane Vieira, jornalista da DW África.

Syrien Kindersoldaten

Em 20.07.14, o programa foi dedicado às crianças-soldado em Moçambique e Angola

O formato sempre foi marcado pela espontaneidade, como lembra Nádia Isufo, também da redação. “Era o único programa que me dava liberdade de improvisar no meio da gravação. Foram momentos muito divertidos. Fazer o Juventude em Foco era qualquer coisa que nos fazia desligar deste mundo mais formal, mais duro e mais sério”.

Alguns dos momentos de descontração durante as gravações resultam até hoje em boas recordações de jornalistas, como Guilherme Correia da Silva. “O Juventude em Foco era, às vezes, um terreno perigoso. Eu lembro-me de uma vez chegar ao ponto de eu cantar, e isso foi terrível, não é? Eu lembro-me bem e ainda me envergonho um bocadinho, mas enfim, são memórias que ficam”.

Escola para jornalistas

DW Mitarbeiterin Madalena Sampaio

Madalena Sampaio apresentou o Juventude em Foco em 2008

O programa foi um primeiro passo na trajetória de alguns jornalistas dentro da Deutsche Welle. Era apresentado por estagiários, que sugeriam e exploravam temas, com tempo para desenvolver reportagens mais aprofundadas.

“O Juventude em Foco deu-me margem para experimentar e treinar muita coisa, não só do ponto de vista técnico, mas também do editorial. Isso deu-me uma bagagem para depois tratar de temas ligeiramente mais sérios, as verdadeiras hardnews, e explorá-las”, diz o repórter Nuno Noronha.

Profissionais de três continentes trabalharam na realização do formato, que uniu jornalistas brasileiros, portugueses e de países lusófonos da África. Para a repórter Madalena Sampaio, que foi estagiária em 2008, a experiência permitiu o contato com uma nova abordagem, devido à linguagem característica do programa.

“Era uma espécie de iniciação na Deutsche Welle. Para mim, era um pouco estranho, porque eu não estava habituada a um registo tão coloquial, tão leve e tão solto. Era um momento que contrastava um pouco com o jornal e com as peças mais sérias”.

Diálogo com a Juventude

Entre os legados deixados pelo Juventude em Foco, destaca-se a maior interação com o público jovem. A DW África continuará a construir este diálogo e a produzir conteúdo de interesse dos jovens, como reforça Guilherme Correia da Silva.

Angola Film Filmszene Angola Ano Zero

Programa de 27.04.14 abordou documentário sobre identidade angolana no Festival de Cannes

“Não é porque o Juventude em Foco termina que nós vamos pôr de parte temas jovens e temas relacionados com os jovens. O formato vai desaparecer, mas espero que consigamos encontrar também espaço sempre para trazer esses temas para as nossas emissões”, afirma o jornalista.

A importância desse compromisso reside no reconhecimento do potencial das novas gerações, que estão a crescer em número no continente africano. Francis França, jornalista da redação brasileira que também estagiou no programa, acentua o valor dessa intelocução.

“A Deutsche Welle tem o jovem como público-alvo, formador de opinião em todo mundo, e esse é um programa em que a DW conquista o ouvinte e dialoga com essas pessoas que depois vão se tornar os políticos, os profissionais, os formadores de opinião do futuro”.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados