1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Jacob Zuma termina visita a Moçambique com mais um pedido de desculpas

O Presidente sul-africano foi esta quinta-feira (21.05) ao Parlamento moçambicano explicar a xenofobia que atingiu o seu país. Zuma voltou a pedir desculpas aos moçambicanos pela onda de violência contra os estrangeiros.

default

Jacob Zuma e Filipe Nyusi, Presidentes da África do Sul e de Moçambique, respetivamente

Em conferência de imprensa Jacob Zuma disse que "discutimos os atos de xenofobia na África do Sul, mas de forma mais detalhada em relação a outros encontros que mantivemos. Isto porque acreditamos que os parlamentares são os representantes do povo moçambicano".

A visita de cortesia que o Presidente da África do Sul fez ao Parlamento mereceu alguma contestação por parte de alguns deputados que defendiam que ele participasse numa sessão alargada a todos os parlamentares.

Encontro parlamentar devia ter sido mais alargado, diz a RENAMO

Mosambik Südafrika Treffen von den Präsidenten Zuma und Nyusi

Encontro entre as delegações governamentais de Moçambique e África do Sul em Maputo

Jacob Zuma reuniu-se apenas com a presidente daquele órgão, Verónica Macamo, com os chefes das bancadas parlamentares e porta-vozes. Verónica Macamo, justificou este formato afirmando que o Chefe de Estado sul-africano tinha estado recentemente no Parlamento.

Reagindo às explicações do Presidente Zuma sobre a onda de xenofobia,
a presidente do Parlamento moçambicano afirmou que "foi bom porque ficamos a conhecer os detalhes. Moçambique e a África do Sul são irmãos, e não tivemos oportunidade para escolher os nossos vizinhos, mas podemos agradecer a Deus por termos bons vizinhos em relação à África do Sul."

A Bancada da FRELIMO disse acreditar que o Governo e o povo sul-africano vão trabalhar para que a situação não se repita. A bancada da RENAMO considera que apesar de ter acontecido tarde, é positivo o facto de Jacob Zuma ter viajado pessoalmente a Moçambique para apresentar um pedido de desculpas.

Südafrika Fremdenfeindliche Ausschreitungen

Imigrante foge dos ataques xenófobos em Joanesburgo

Jacob Zuma gostaria de se encontrar com Afonso Dhlakama

A Chefe da Bancada Parlamentar da RENAMO, Ivone Soares, revelou ainda
que durante o encontro de cortesia o Presidente sul-africano "manifestou interesse em ter um encontro com o presidente Afonso Dhlakama para trocar impressões sobre a situação da paz no continente e sobre a democracia. Vou fazer transmitir esta vontade de Jacob Zuma a Afonso Dhlakama."

A manifestação de disponibilidade de Jacob Zuma para se encontrar com o líder do maior partido da oposição, a RENAMO, Afonso Dlakhama, acontece numa altura em que o país está mergulhado numa crise pós eleitoral.

Recorde-se que a RENAMO insiste em governar nas seis províncias onde obteve o maior número de votos nas últimas eleições gerais em protesto contra uma alegada fraude registada durante o escrutínio.

A RENAMO submeteu ao Parlamento um projeto de lei de criação de autarquias provinciais que já foi reprovado por aquele órgão.

Ouvir o áudio 02:30

Jacob Zuma termina visita a Moçambique com mais um pedido de desculpas

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados