1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Jacob Zuma escapa a mais uma tentativa de afastamento

Durante a reunião nacional da direção do Congresso Nacional Africano (ANC), alguns ministros e outros membros do partido defenderam que o chefe de Estado da África do Sul, Jacob Zuma, se deveria afastar da presidência.

Jacob Zuma sobreviveu a mais uma iniciativa que visava o seu afastamento da presidência. Mas ficou evidente que o ANC está dividido. Membros do partido no poder já tinham anunciado que preferiam ver o vice-presidente Cyril Ramaphosa a assumir o poder ou até Nkosazana Dlamini-Zuma, atual presidente da União Africana (UA) e ex-mulher de Jacob Zuma. Mas desta vez a iniciativa veio do próprio partido.

No entanto, o secretário-geral do ANC anunciou esta terça-feira (29.11)  que a direção do partido acabou por decidir pela manutenção de Zuma no poder.

O analista Bheki Mngomezulu considera que o ANC não tem outro caminho senão segurar Zuma até às eleições internas, em dezembro do próximo ano. "Basicamente é um jogo de equilíbrio, em que antes de tudo se olha para os interesses do partido e depois para os interesses do país", conclui.

default

Protesto em Joanesburgo em setembro pela saída de Zuma

Mngomezulu acredita que o ANC quer evitar mais divisões internas, tal como quando o anterior Presidente Thabo Mbeki foi afastado em 2008, e quando o líder da Liga da Juventude do ANC, Julius Malema foi expulso do partido em 2012. Malema formou o partido Combatentes pela Liberdade Económica e participou nas eleições de 2014.

"O ANC tem de olhar para todos os factores e decidir qual será a melhor opção. Mas qualquer das opções vai gerar problemas", considera o analista sul-africano. "Depois, os membros do partido têm de preparar o ANC, em primeiro, para as eleições internas e, depois, para as eleições de 2019".

Reputação em queda

A reputação de Jacob Zuma, de 74 anos, está pelas ruas da amargura devido aos sucessivos escândalos de corrupção em que está envolvido. O último dá conta da alegada interferência da poderosa família Gupta no Governo sul-africano – acusações negadas tanto pelo Presidente como pela família.

Ouvir o áudio 03:42

Jacob Zuma escapa a mais uma tentativa de afastamento

Apesar de Zuma ter escapado a mais um golpe, a analista Karima Brown alerta que o ANC está fraturado, como se viu na reunião do partido com discussões entre as fações anti e pro-Zuma. "Estamos perante um Congresso Nacional Africano profundamente dividido. O que naturalmente vai ter repercussões no Estado", diz Karima Brown. "Será interessante ver como o Presidente Zuma se vai agarra ao pouco poder que ainda lhe resta".

Muitos membros do ANC culpam Jacob Zuma pelo fraco desempenho nas eleições locais, em agosto, quando o partido perdeu o poder em importantes municípios como Joanesburgo e Pretória. A crise da economia joga também contra o Governo.

Recentemente, o Presidente Zuma tinha já escapado a uma moção no Parlamento encetada pelo principal partido da oposição, a Aliança Democrática, que visava o seu afastamento. Para Karima Brown, a sobrevivência política de Zuma demonstra que o Presidente sul-africano é político astuto, com pessoas de extrema confiança em cargos chave do Estado.

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados