1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Grace Mugabe volta ao Zimbabué após ser acusada de agressão na África do Sul

Governo sul-africano concedeu este domingo (20.08) imunidade diplomática à primeira-dama. Grace Mugabe era investigada por supostamente ter agredido uma jovem, em Joanesburgo.

default

(Foto de arquivo / junho 2017)

A primeira dama do Zimbabué, Grace Mugabe, voltou este domingo (20.08) ao seu país após ter sido denunciada na África do Sul por supostamente agredir uma jovem de 20 anos num hotel em Joanesburgo. Grace Mugabe estaria no país vizinho para um tratamento de saúde.

A primeira-dama e o Presidente Robert Mugabe chegaram a capital Harare este domingo a bordo de um avião da linha Air Zimbabwe e foram recebidos por funcionários de alto escalão do Governo, conforme imagens apresentadas pela emissora nacional ZBC.

A África do Sul concedeu a imunidade diplomática à Grace Mugabe, conforme foi solilcitado pelo Presidente e a própria primeira-dama. Um comunicado foi publicado na Gazeta do Governo sul-africano este domingo: "Reconheço as imunidades e privilégios da primeira-dama da República do Zimbabwe, Dr. Grace Mugabe", disse a ministra dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Maite Nkoana-Mashabane.

Model Gabriella Engels zeigt Wunde

Ferimentos resultantes da suposta agressão

Analistas apontaram para a dificuldade de que o Governo do Presidente Jacob Zuma permitisse o processo judicial contra Grace Mugabe, devido aos fortes laços entre o partido governante na África do Sul, o Congresso Nacional Africano (ANC), e o do Zimbabué, a União Nacional Africana do Zimbabué - Frente Patriótica (ZANU-PF).

Grace Mugabe foi denunciada na segunda-feira passada por supostamente ferir a jovem modelo Gabriella Engels com uma extensão elétrica na cabeça, depois de encontrá-la num luxuoso quarto de hotel com os seus dois filhos.

A primeira-dama foi convocada a dar esclarecimentos em tribunal na terça-feira, mas não compareceu. Naquele mesmo dia, uma fonte do Governo do Zimbabué garantiu a agências de notícias que Grace Mugabe havia retornado para o seu país, sem avançar detalhes.

O Presidente Robert Mugabe antecipou viagem ao país vizinho, dois dias antes de uma cimeira dos dirigentes da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), numa aparente tentativa de atenuar a tensão diplomática causada por Grace Mugabe e resolver o problema que da mulher na Justiça sul-africana.

Leia mais