1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

G20: Donald Trump anuncia ajuda humanitária também para África

O Presidente dos EUA prometeu 639 milhões de dólares para programas de ajuda humanitária, incluindo 331 milhões para países que enfrentam uma crave crise de fome como a Somália, Sudão do Sul, Nigéria e Iémen.

default

Somalis repartindo comida

O anúncio de Donald Trump aconteceu neste sábado (08.07.) durante a uma sessão da Cimeira do G20, que decorre aqui na Alemanha. Quem ficou satisfeito foi o Progarama Mundial para a Alimentação da ONU (PAM), que vários apelos para doações tem feito. O diretor executivo do programa, David Beasley, disse à Reuters que estão a enfrentar "a pior crise humanitária desde o final da segunda guerra mundial."

Segundo David Beasley, a ajuda adicional representa um terço das estimativas da agência para este ano para enfrentar as necessidades alimentares urgentes de quatro países que vivem crises alimentares e ainda de outras regiões.

O PAM estima que no mundo 109 milhões de pessoas necessitam de ajuda humanitária este ano, 80 milhões a mais do que em 2016. David Beasley afirma que dez das treze regiões afetadas estão em crise por causa de guerras e crises criadas pelo Homem.

E o responsável do PAM adverte: "Se não recebermos imediatamente os fundos que precisamos estimamos que entre 400 mil a 600 mil crianças podem morrer nos próximos qutro meses."

G20 Donald Trump

Donald Trump, Presidente dos EUA

EUA querem igual empenho de outros países nas ajudas

O anúncio do Presidente norte-americano surge depois da sua administração ter proposto cortes nos fundos para o Departamento de Estado norte-americano e outras missões humanitárias no âmbito da sua política "América Primeiro".

David Beasley revelou que o PAM teve de trabalhar arduamente com a Casa Branca e com o Governo norte-americano para assegurar as ajudas, mas Donald Trump insistia que os outros países também deveriam ajudar mais.

Ainda de acordo com o PAM, a Alemanha recentemente prometeu também uma ajuda adicional de 200 milhões de euros para a ajuda alimentar.

Os Estados Unidos da América têm sido o maior doadaor do Programa Alimentar Mundial da ONU.

Leia mais