Federação adia arranque do campeonato de futebol na Guiné-Bissau | Guiné-Bissau | DW | 18.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Guiné-Bissau

Federação adia arranque do campeonato de futebol na Guiné-Bissau

O início do campeonato de futebol, que estava previsto para este sábado (18.11), só vai acontecer na próxima semana a pedido dos clubes. Federação não avançou os motivos para o adiamento.

A Federação guineense de futebol adiou o arranque do campeonato nacional desta modalidade para o próximo dia 25 de novembro. Num comunicado assinado pela secretária-geral Virgínia da Cruz, a federação afirma que, na sequência de um encontro, na quinta-feira (16.11), com 12 dos 14 clubes da primeira divisão, decidiu-se pelo adiamento do início do campeonato que deveria começar este sábado (18.11).

Não avançando os motivos para este adiamento, a Federação afirmou apenas que concedeu aos clubes uma tolerância no pagamento dos emolumentos de inscrição para até, o mais tardar, ao final do ano.

Assim, a 25 de novembro serão disputados os jogos: UDIB - Desportivo de Farim, Sporting da Guiné-Bissau - Bula FC, FC Sonaco - Flamengo de Pefine, Lagartos de Bambadinca - Balantas de Mansoa, Sporting de Bafatá - FC Pelundo e FC Canchungo - Benfica de Bissau.

Fussballspiel Guinea Bissau - Zambia (DW/B. Darame)

Jogo Guiné-Bissau vs Zâmbia, CAN 2017

A primeira jornada do principal campeonato de futebol guineense encerra no domingo, dia 26, com a partida entre o FC Cuntum e Portos de Bissau.

Maioria dos clubes ameaçou boicotar campeonato

Vinte e um dos 38 clubes inscritos na federação - entre a primeira e segunda divisão – ameaçaram, esta semana, não participar no arranque do campeonato que estava agendado para este sábado (18.11).

Os clubes acusam a direção da federação de má gestão dos fundos da FIFA, Confederação Africana de Futebol e do governo do país e ainda de desrespeito pelos estatutos.

Federação volta atrás na sua decisão

No início desta semana, e quando confrontado pela agência Lusa com a possibilidade de 21 dos 38 clubes inscritos na federação não tomarem parte nos campeonatos das primeira e segunda divisões, Bonifácio Sanha, membro do comité executivo da instituição federativa, desdramatizou a situação e afirmou mesmo que a federação organizaria "os campeonatos com os clubes inscritos e que querem jogar".

Bonifácio Sanhá frisou ainda que "a federação não tem tempo a perder" e que o calendário já foi publicado, pelo que assinalou "as provas vão começar, no sábado, com os clubes inscritos". Sabe-se agora que esta decisão não se verificou.