1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Falta de equipamento condiciona tratamento do HIV/SIDA em Cabo Delgado

Na província moçambicana de Cabo Delgado seropositivos têm dificuldades em acompanhar a evolução da doença no organismo. Falta equipamento para os testes. A situação afeta gravemente os recém-nascidos com HIV.

default

Hospital Provincial de Cabo Delgado, Moçambique

A dificuldade de acesso dos resultados provocada pela avaria sistemática da máquina de processamento e medição de CD4 no HPP, cria impaciência e propicia, em alguns casos, a desistência dos pacientes no tratamento com anti-retrovirais.

O problema é agravado pela falta de máquina de exames clínicos de crianças recém-nascidas com HIV. É que que atualmente as análises de género são feitas na província vizinha de Nampula.

Verifica-se também por vezes o desencaminhamento dos resultados quando são enviados de Nampula para CD, fazendo com que os resultados não cheguem aos respetivos pacientes.

O ponto focal de saúde na Kaéria, Associação de pessoas vivendo com HIV/SIDA em Cabo Delgado, Albertina Idrisse, diz que há necessidade de aumentar as máquinas de CD4 no HPP e alocar equipamento de teste de crianças recém-nascidas.

Albertina Idisse acredita que seria flexível o acesso dos resultados e tratamento do HIV/SIDA com anti-retrovirais.

Mas a colaboradora da Kaéria conta que "a máquina de CD4 está constantemente avariada."

Mosambik Schwierigkeiten mit HIV-Test Patienten Cabo Delgado

Pacientes aguardam por atendimento no Hospital Provincial

Golpe nos esforços contra o HIV-SIDA

Albertina Idrisse revela o quão prejudicial é o caso: "Pensamos que como é a única máquina, e muitas mulheres não têm o resultado do CD4, é uma das causas do abandono do tratamento ao tratamento anti-retroviral"

Segundo Albertina Idrisse, o modo de atendimento nos hospitais tem que tomar em conta a luta contra o estigma e discriminação das pessoas vivendo com a HIV/SIDA.

Se os doentes com HIV/SIDA continuarem a não se beneficiar do tratamento condigno será difícil no futuro Cabo Delgado ter uma sociedade livre do HIV/SIDA, prevê Albertina Idrisse.

A colaboradora do Kaéria conta ainda que "as amostras são enviadas a Nampula, é lá onde há a tal máquina que determina os resultados."

Mas nesse processo mostra-se problemático, Idrisse diz que "os resultados dos recém-nascidos demoram. As vezes os resultados caem numa outra província ou distrito..."

Mosambik Schwierigkeiten mit HIV-Test medizinisches Personal Cabo Delgado

Pessoal médico do Hospital Provincial durante um encontro

Responsabilidade do fornecedor de energia elétrica?

O diretor do Hospital Provincial de Pemba, Felisberto Mendes, explicou que as avarias constantes das máquinas de teste de CD4 são provocadas pelas oscilações da corrente elétrica, devido a baixa qualidade da corrente .

Felisberto Mendes relatou à DW África o processo de testagem nas atuais condições do hospital: "Há crianças abaixo dos 18 meses, que são as que necessitam do PCR. Fazemos o PCR no Hospital Central de Nampula, então temos de fazer as amostras cá, impregnamos num material prórpio e enviamos ao Hospital Central de Nampula."

Felisberto Mendes avançou que em 2015 o Hospital Provincial de Pemba vai ter o equipamento de consulta para crianças recém-nascidas com HIV/SIDA.

Entretanto, o coordenador do núcleo provincial de combate ao HIV/SIDA em Cabo Delgado, Teles Jemusse, defende que parte da solução passa necessariamente pela mudança de atitude por parte do pessoal de saúde para com as pessoas vivendo com HIV.

Teles Jamusse reconhece que "neste momento pode haver algum problema, mas esses problemas não condicionam o diagnóstico, podem condicionar o tratamento."

Tomando em conta a disponibilidade e acesso de equipamentos, vozes populares admitem que o atendimento no Maputo é relativamente melhor que em Pemba, porque os hospitais possuem pessoal com qualificação aceitável.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados