1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

'Falsos funcionários' no Banco Nacional de Angola

O BNA, o banco central de Angola, anunciou ter desmantelado uma "rede de criminosos" que se faziam passar por membros da administração e funcionários, extorquindo cidadãos e empresas.

O Banco Nacional de Angola (BNA) diz, num comunicado, que o caso foi detetado pelo novo Departamento de Controlo do Sistema Financeiro (DCS), responsável pelo combate a crimes financeiros dentro do banco central.

O DCS descobriu uma "rede de criminosos" que se "faziam passar por membros do Conselho de Administração, diretores e funcionários do BNA [e] extorquiam valores monetários aos cidadãos e às empresas." Segundo o banco, nessa rede estariam envolvidos dois funcionários do BNA, entretanto constituídos arguidos.

Crise de divisas em Angola

No comunicado publicado na quarta-feira (23.11), citado pela agência de notícias Lusa, não são avançados detalhes sobre a operação. O banco informa apenas que "não procede à venda de notas em numerário, efetuando somente transações electrónicas, transferências, utilizando os correspondentes bancários nos mercados europeu e norte-americano."

O BNA diz-se ainda empenhado na "preservação da credibilidade e confiança dos cidadãos e das instituições angolanas a nível internacional", apelando à denúncia de "atos ilícitos nas transações bancárias". Face à crise económica e financeira que Angola atravessa, com a queda do preço do petróleo no mercado internacional, a redução da entrada de moeda estrangeira no país e a desvalorização da moeda nacional, o kwanza, "o valor mais sublime a ser protegido é a reputação das pessoas e a credibilidade das instituições", conclui o banco central de Angola.

 

Leia mais