EUA, México e Canadá acolhem Mundial 2026 | NOTÍCIAS | DW | 13.06.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

EUA, México e Canadá acolhem Mundial 2026

Candidatura de tríade americana levou a melhor e Mundial de 2026 não vai para África. EUA prometem lucros de mais de 9 mil milhões de euros.

A candidatura conjunta da América do Norte, com Estados Unidos, Canadá e México ganhou a disputa contra o Marrocos, com 134 contra 65 votos, na eleição que teve lugar esta quarta-feira (13.06), durante Congresso da FIFA, em Moscovo.

É o primeiro Mundial sediado em três países e será também a primeira vez terá 48 seleções, em vez da 32 habituais. Apesar da candidatura a três, os EUA terão maior destaque: vão receber 60 dos 80 jogos, ficando o Canadá e o México com 10 cada um.

Na defesa das candidaturas, os EUA prometeram à FIFA um número record de espetadores e lucros na ordem dos 9 mil milhões de euros.

Russland, Moskau: Wahl zum FIFA World Cup 2026

Delegados do Canadá, México e Estados Unidas com presidente da FIFA, Ginni Infantino

Do lado do México, o dirigente Fouzi Lekjaa disse, na sua apresentação, que "a juventude africana apela que lhes seja dada esperança”.

O chefe da comitiva americana, Carlos Cordeiro, agradeceu a honra de receber a prova e prometeu "o Mundial mais extraordinário de sempre”.

Repetentes

Será a terceira vez que este campeonato vai passar pelo México, depois de ter acolhido as edições de 1970 e 1986. Já para os Estados Unidos, será a segunda vez, tendo recebido o Mundial em 1994. O Canadá nunca acolheu a prova masculina, mas foi o palco do Mundial Feminino, em 2015.