1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Estudantes da África do Sul lutam pelo ensino gratuito

Os estudantes na África do Sul continuam a lutar por um melhor acesso ao ensino superior. Os protestos já levaram ao encerramento de várias universidades, a meio dos exames de final de ano.

 A Universidade de Pretória encontra-se encerrada desde setembro. Se não fosse pelas placas que assinalam as especialidades da instituição de ensino, ela poderia ser confundida com um tranquilo jardim botânico.

A universidade fechou as portas depois de se terem intensificado as manifestações por uma educação superior gratuita, na sequência de uma decisão do Governo de autorizar o aumento das propinas. Agora os estudantes não podem entrar no campus sem autorização.

As aulas foram transferidas para o ciberespaço. O estudante de engenharia Nonvula diz que esta solução dificulta o trabalho: "É difícil estudar online quando estamos habituados a estar com alguém que podemos ver e com quem podemos interagir e esclarecer dúvidas. A adaptação foi difícil”. Acresce que Nonvula nem sempre pode assistir às aulas: "Não tenho wi-fi ou acesso à internet para fazer tudo."

Südafrika Proteste Studenten Universität (Getty Images/AFP/M. Longari)

Flores para a polícia de um estudante na Universidade de Witwatersrand

Solidariedade estudantil

Para ultrapassarem estas dificuldades, os estudantes apoiam-se uns aos outros. Além de que encontraram no YouTube, um site online dedicado a vídeos, um aliado precioso. Os professores criaram aulas em vídeo. Mas quando há algo muito difícil de compreender, os estudantes viram-se para os especialistas mundiais nas suas áreas.

Segundo o estudante de engenharia eléctrica Herman: "Temos grupos de estudo, nos quais tiramos dúvidas uns aos outros e encontramos métodos de trabalho para perceber coisas que nos deviam ser ensinadas, mas que temos de aprender sozinhos. Costumamos ver vídeos de outras pessoas. Há pessoas que nos habituámos a seguir, que dão tutoriais no YouTube".

Ouvir o áudio 02:28

Estudantes da África do Sul lutam pelo ensino gratuito

Pelo ensino superior gratuito

A maioria dos estudantes, mesmo os que não estão diretamente envolvidos nos protestos, é a favor da educação gratuita. É o caso de Sinbogile e Mpumelelo, que nasceram na era pós-apartheid; são sul-africanas livres. Mas a África do Sul é um dos países mais desiguais do mundo e os estudantes não querem que o ensino gratuito seja uma promessa vazia da democracia sul-africana: "Esta ideia de educação gratuita foi prometida aos nossos pais, há muito tempo. Ainda nem éramos nascidos, por isso é altura de cumprirem com o que prometeram!"

A Universidade de Pretória autorizou um certo número de estudantes a entrar nas suas instalações para exames de fim de ano. Foi uma decisão consciente para evitar que alunos perdessem o ano completamente por não poderem prestar as suas provas. Mas a situação encontra-se num impasse e uma solução para que permita o ensino universitário regular tarda.

 

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados