1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Empresa alemã abre primeira mina de grafite de Moçambique

Em Ancuabe, Cabo Delgado, o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, inaugurou a primeira mina de grafite do país. A empresa alemã AMG Graphit Kropfmuehl investiu 12 milhões de euros na construção da mina.

Mosambik Graphit-Mine (GK Ancuabe Graphite Mine )

A mina localiza-se em Ancuabe, no norte de Moçambique

Segundo um comunicado da empresa, a mina tem capacidade para produzir cerca de 9.000 toneladas de grafite por ano e vai empregar 100 pessoas, a maioria das quais de aldeias da região de Ancuabe na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

A mina de Ancuabe é operada por GK Ancuabe Graphite Mine, S.A., uma subsidiária da empresa alemã do mesmo ramo, a AMG Graphit Kropfmühl GmbH. É a primeira exploração comercial de grafite em Moçambique.

Esperança de diversificação do setor dos recursos naturais

Em meados de 2016, foi anunciada a abertura da mina por Friedrich Kaufmann, responsável da delegação em Maputo da Câmara de Comércio alemã para a África Austral, em entrevista à DW: "a grafite é um recurso muito valioso, muito procurado no mercado internacional. Além do carvão, que já é exportado em Moçambique, a grafite pode ser um segundo motor de recursos naturais para o país", disse Kaufmann.

Originalmente, a abertura estava prevista para acontecer até finais de 2016, mas devido a atrasos, a mina oficialmente apenas entrou em funcionamento, em 28 de junho de 2017. 

Leia mais