1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Emmerson Mnangagwa é o novo Presidente do Zimbabué

É uma nova página na história do país. Depois de 37 anos de Robert Mugabe, Mnangagwa tomou posse, esta sexta-feira (24.11), como novo chefe de Estado, numa cerimónia acompanhada por milhares de pessoas.

default

Mnangagwa prestou uma homenagema Robert Mugabe chamando-lhe "o pai da nação"

"Eu, Emmerson Dambudzo Mnangagwa, juro que, como Presidente da República do Zimbábue, serei fiel à República do Zimbabué e obedecerei, defenderei e protegerei a Constituição e as leis do Zimbabué", afirmou perante dezenas de milhares de pessoas em Harare.

Desde o início da manhã desta sexta-feira, muitos zimbabueanos deslocaram-se para o Estádio Nacional para aclamar o novo Presidente.

"Mugabe, o pai da nação"

Durante o discurso de posse, Mnangagwa garantiu que eleições "democráticas" vão decorrer no próximo ano como já estava previsto, e declarou que o Zimbabué está a ser renovado após 37 anos de Governo Mugabe.

Simbabwe Harare Vereidigung Präsident Emmerson Mnangagwa

Emmerson Mnangagwa e a primeira-dama, Auxillia Mnangagwa, no estádio onde aconteceu o empossamento em Harare

Emmerson Mnangagwa também homenageou o ex-Presidente Robert Mugabe e chamou-lhe "o pai da nação". "Vamos todos aceitar e reconhecer o seu imenso contributo para a construção da nossa nação", acrescentou o novo Chefe de Estado.

Com promessas de combate à corrupção e desenvolvimento da economia, nomeadamente com investimentos estrangeiros na economia nacional, Mnangagwa também prometeu recompensar os agricultores cuja terra foi confiscada por um programa do Governo anterior.

Ex-Presidente não compareceu à cerimónia

Na cerimónia de posse, os altos comandantes das forças de segurança do Estado juraram lealdade a Mnangagwa.

Alguns deles fizeram isso entre fortes vaias, como o chefe da polícia, corporação acusada de estar vinculada aos aliados políticos de Grace Mugabe, cuja ambição em chegar ao poder é assinalada como principal detonante da crise que acabou com a renúncia do seu marido após 37 anos de governo.

Simbabwe Harare Vereidigung Präsident Mnangagwa

Milhares de pessoas acompanharam a cerimónia de posse do novo Presidente zimbabueano

A cerimónia contou ainda com a presença de representantes internacionais, como o ministro de Telecomunicações da África do Sul e o Presidente de Botsuana, Ian Khama. Também houve representação de outros países da região, como Zâmbia e Namíbia.

Quem não compareceu foi Robert Mugabe, como havia antecipado nesta quinta-feira (23.11) o secretário de Imprensa, George Charamba.

"Ele garantiu à família presidencial não só sua segurança e bem-estar, mas a preservação da lei e da ordem no país. Ambos concordaram em que o ex-presidente precisa de tempo para descansar após os agitados eventos pelos quais passou nesta semana e meia e poderia não presenciar a posse. Mesmo assim, repassou ao futuro presidente seus bons desejos e apoio", indicou Charamba.

Terceiro Presidente zimbabueano 

Com 75 anos, Emmerson Mnangagwa torna-se o terceiro chefe de Estado do Zimbabué, país que conquistou a independência em 1980 após a então Rodésia de Ian Smith. Assume o poder, três dias após a demissão de Robert Mugabe, de 93 anos, precipitada pelo exército.

Durante muito tempo considerado o delfim de Mugabe, Emmerson Mnangagwa, foi demitido a 6 de novembro - por intervenção da então primeira-dama, Grace Mugabe, que esperava suceder ao marido - e abandonou o país por razões de segurança.

O seu afastamento provocou na noite de 14 para 15 de novembro um golpe dos militares, que se opunham à chegada ao poder de Grace Mugabe.

Leia mais