1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Donald Trump é o novo Presidente dos Estados Unidos

O candidato republicano Donald Trump conseguiu maioria absoluta no Colégio Eleitoral, segundo as projeções. Promete ser o "Presidente de todos os americanos". Hillary Clinton já telefonou ao rival a admitir a derrota.

"Vou ser Presidente de todos os americanos", declarou Donald Trump no seu discurso de vitória em Nova Iorque. "Esta não foi uma campanha, mas um grande movimento de milhões de homens e mulheres que trabalham duramente e querem o melhor para si e as suas famílias", disse aquele que será o o 45.º Presidente dos EUA, apelando ainda à união de todos os republicanos, democratas e independentes para se reconciliarem "como um povo unido".

O republicano disse ter recebido uma chamada telefónica de Hillary Clinton, a felicitá-lo pela vitória nas urnas. "E eu dei-lhe os parabéns e à sua família pela campanha muito renhida", revelou Trump, admitindo que a candidata democrata "lutou e trabalhou muito ao longo de muitos anos" e que o país tem "uma grande dívida para com ela".

USA Wahlkampf Demokraten Hillary Clinton in Manchester, New Hampshire

Hillary telefonou a Trump e reconheceu derrota nas eleições

Recuperar o destino do país foi outro dos objetivos anunciados. "A América só se vai contentar com o melhor", salientou o magnata. "Trabalhando em conjunto vamos dar início à urgente tarefa de reconstruir o nosso país e de renovar o sonho americano", prometeu.

Trump disse querer também resolver os problemas do interior do país, algo que passa por reconstruir estradas, pontes, túneis, aeroportos, escolas e hospitais. "Vamos dar início a um projecto de crescimento e renovação nacionais", sublinhou.

O futuro chefe de Estado anunciou ainda "um grande plano económico" para os EUA. "Vamos duplicar o nosso crescimento e ter a economia mais forte do mundo". Trump prometeu ainda um bom entendimento dos EUA com outros países. "Vamos trabalhar com todos os países que estejam dispostos para trabalhar connosco. Vamos estabelecer grandes relações".

Trump deixou ainda um aviso ao mundo: "Vamos pôr sempre os interesses da América em primeiro lugar". Por outro lado, prometeu lidar "com justiça com todos os povos e países". O seu propósito, esclareceu, é "procurar os pontos em comum e não a hostilidade, a parceria e não o conflito". 

Assistir ao vídeo 03:12

Discurso de vitória do republicano Donald Trump

Noite histórica

Contra o que previam as sondagens, o polémico magnata de 70 anos venceu as eleições. Foi "uma noite histórica, em que "o povo americano falou e elegeu o seu novo campeão", disse o candidato republicano a vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence.

USA Präsidentschaftswahl Wahlparty der Demokraten in New York (Reuters/C. Barria)

Apoiantes de Hillary Clinton em choque com resultados

O diretor de campanha de Hillary Clinton, John Podesta, afirmou que a candidata democrata não vai falar hoje sobre a contagem dos votos.

Os republicanos conquistaram, por uma estreita margem, o controlo do Senado norte-americano. Já tinham assegurado as duas câmaras do Congresso.

Donald Trump obteve 276 votos no colégio eleitoral, mais que os 270 necessários (de um total de 538) para ganhar as presidenciais dos Estados Unidos, contra 218 conquistados por Hillary Clinton, ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado do primeiro Governo de Barack Obama. 

A oscilação constante dos dados das votações criou incerteza e levou à queda das bolsas e do preço do petróleo nos mercados asiáticos. As bolsas asiáticas e australiana abriram em alta, com os investidores convencidos da vitória de Hillary Clinton, mas acabariam por cair, à medida que Donald Trump era anunciado como vencedor em vários Estados. 

Assistir ao vídeo 00:49

Trump vence na Florida

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados