1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Dhlakama vai a Maputo reunir-se com Guebuza e confirmar paz em Moçambique

O acordo de fim de hostilidades assinado no final de agosto deverá ser subscrito ainda esta semana, em Maputo, pelo líder da RENAMO e pelo Presidente de Moçambique. Governo garante reunir todas as condições de segurança.

O chefe da delegação da RENAMO (Resistência Nacional Moçambicana) nas negociações com o Governo, Saimone Macuiane, confirmou esta segunda-feira que o líder do principal partido da oposição, Afonso Dhlakama, se vai deslocar a Maputo na próxima quinta-feira.

À saída da septuagésima quinta ronda negocial entre o executivo ministerial e o principal partido da oposição, Saimone Macuiane adiantou que Dhlakama deverá encontrar-se com o Presidente da República, Armando Guebuza, já na sexta-feira.

Também Afonso Dhlakama confirmou a sua disponilidade para participar no encontro, quando recebeu no último sábado (30.08), na Gorongosa, uma missão italiana chefiada pelo vice-ministro para o Desenvolvimento Económico, Carlo Calenda.

Confirmação do cessar-fogo

Está previsto que tanto Afonso Dhlakama como Armando Guebuza subscrevam o acordo de fim de hostilidades assinado entre o Governo e a RENAMO no final de agosto (24.08). O pacto pôs fim a cerca de um ano e meio de confrontos militares no norte e centro do país.

Saimon Macuiane und RENAMO-Delegation

Saimone Macuiane, chefe da delegação da RENAMO nas negocições com o Governo de Maputo

“[O encontro] pretende que as duas lideranças possam visar um conjunto de documentos já aprovados para permitir, o mais rápido possível, que possam ser tratados em definitivo na Assembleia da República”, adianta Saimone Macuiane, chefe da delegação da RENAMO nas negociações com o Governo.

Os documentos que devem ser subscritos na próxima sexta-feira (05.09) por Armando Guebuza e Afonso Dhlakama referem-se ao memorando de entendimento, aos mecanismos de garantias e à missão de observação internacional, já assinados pelos representantes das duas delegações.

“É uma indicação aos moçambicanos de que o processo de normalização da vida política e militar está nos carris”, considera o chefe adjunto da delegação do Governo, Gabriel Muthisse. “É um encontro importante para a construção de confiança na paz. Também seria um sinal muito positivo para a classe empresarial nacional e para todos os nossos parceiros, independentemente da nacionalidade”, acrescentou.

Ouvir o áudio 03:28

Dhlakama vai a Maputo reunir-se com Guebuza e confirmar paz em Moçambique

Segurança garantida

Muthisse não confirmou a data do encontro, nem o local, dizendo apenas que as duas partes estão ainda a trabalhar para definir esses detalhes.

“As condições de segurança estão garantidas, também para o presidente da RENAMO. Estamos na disponibilidade de oferecer as condições logísticas e protocolares para que esse encontro ocorra”, avançou Gabriel Muthisse.

O anúncio do encontro acontece numa altura em que decorre desde domingo (31.08) a campanha para as eleições gerais e provinciais de 15 de outubro.

“Depois do cessar-fogo, qualquer um de nós é livre de ir a qualquer parte do território nacional. E em tempo oportuno, quando for necessário, [Afonso Dhlakama] irá dar a conhecer onde e como irá trabalhar”, afirmou Saimon Macuiane.

Mosambik Kommunalwahlen 2013

Campanha eleitoral para as eleições gerais de 15 de outubro arrancou no domingo (31.08)

Para além de Afonso Dhlakama, concorrem às presidenciais Filipe Nyusi, pela Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), e Daviz Simango, pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM). Nyusi arrancou com a campanha em Nampula, o principal círculo eleitoral, assim como Daviz Simango.

A RENAMO deu início à caça ao voto na Zambézia, sem a presença física do líder, Afonso Dhlakama, que continua refugiado na Serra da Gorongosa, bastião do partido.

A campanha, na qual concorrem 30 partidos e coligações, entrou esta segunda-feira no segundo dia e até ao momento não foram reportados quaisquer incidentes.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados