1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Combate à SIDA: RENAMO propõe testes HIV obrigatórios antes do casamento

A ideia do deputado Américo Ubisse, da RENAMO, surge na sequência da apresentação do informe do gabinete parlamentar de prevenção e combate ao HIV e SIDA.

Em Moçambique a Renamo sugere testes aò HIV/SIDA aos jovens antes do casamento para ajudar a reduzir os elevados índices da doença no pais. O governo já criticou a ideia, afirmando que a medida poderia contribuir para a estigmatização e discriminação.

Índices de HIV em Moçambique continuam preocupantes

Aufklärung Frauen Kondom Mozambique

Ação de informação sobre o uso do preservativo, promovida pelo governo moçambicano

A província sulista de Gaza apresenta-se agora como a que tem maiores taxas a nível nacional.

Segundo o governo, os esforços estão a ser redobrados, tanto pelo executivo moçambicano, como também pelas organizações da sociedade civil. O parlamento moçambicano também se mostrou preocupado.

Ideia pouco comum da bancada da RENAMO

Uma ideia pouco comum para estancar o problema saiu da bancada da RENAMO, através do deputado Americo Ubisse, que sugere a testagem obrigatória de casais jovens antes do casamento: "Torna-se urgente a adoção de novas medidas que permitam dar mais consciência aos cidadãos, sobretudo à juventude", disse o deputado durante um debate parlamentar e perguntou: "Não seria recomendável que antes de um casamento, seja ele civi ou tradicional, os noivos tenham que apresentar testes HIV?"

No entender do deputado esta prática pode ter impacto positivo na redução dos casos de HIV em Moçambique: "Os testes poderiam dar maior consistência às medidas estatais de prevenção."

FRELIMO não aceita a proposta

Mosambik Schwierigkeiten mit HIV-Test medizinisches Personal Cabo Delgado

Trabalhadores da saude queixam-se dequeos testes de HIV nem sempre estão disponíveis em Moçambique

Esta proposta do deputado da Renamo foi contrariada pela relatora do gabinete parlamentar de prevenção e combate à SIDA, Beatriz Chaguala.

Considerou a ideia um “absurdo” e que pode aumentar a estigmatização e discriminação, o que contraria os esforços do governo: "A questão da testagem antes do casamento é uma falsa medida. Olhando para as medidas de prevenção do governo, não sei se esta testagem obrigatória não iria trazer outros problemas. Nós falamos muito do estigma, da discriminação."

RENAMO lança críticas e elogios

Facto também pouco comum no parlamento é que as bancadas da oposição que muitas vezes não concordam com as politicas do executivo, elogiaram os esforços do governo de combate a doença.

Mosambik Parteien Ivone Soares von RENAMO

Ivone Soares da RENAMO elogiou as políticas do governo de combate ao SIDA

Por exemplo a chefe da bancada parlamentar da RENAMO, Ivone Soares, chegou mesmo a afirmar que reconhece os esforços do governo em combater a doença: "Permitam-me felicitar o nosso governo pelo sucesso das políticas que tem vindo a levar a cabo no âmbito do combate à SIDA, com as quais eu concordo plenamente, sobretudo aquelas que visam melhorar o acesso ao tratamento público com antiretrovirais. Sem essas políticas, centenas de milhares de pessoas teriam morrido. Mas com elas têm uma vida produtiva", afirmou a deputada.

O debate foi levantado na primeira sessão da Assembleia da República, na qual a relatora do gabinete parlamentar apontou algumas causas para a prevalência do HIV/SIDA em Moçambique.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados