1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

CNE atualiza resultados: MPLA vence eleições em Angola com 61,7%

Com quase 98% dos votos escrutinados, CNE atualiza vitória do MPLA, que elege João Lourenço como Presidente da República, apesar da forte quebra da votação face às eleições de 2012.

O MPLA venceu as eleições gerais angolanas com 61,70% dos votos, de acordo com a atualização dos dados provisórios divulgada esta sexta-feira (25.08) pela Comissão Nacional Eleitoral, elegendo João Lourenço como o próximo Presidente da República.

De acordo com os dados avançados pela porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, quando estão escrutinados 9.114.386 votos (97,82% do total), o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) lidera a contagem nacional, com 4.071.525 votos (61,7%), seguido da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), com 1.780.038 votos (26,71%).

Na terceira posição surge a Convergência Ampla de Salvação de Angola -- Coligação Eleitoral (CASA-CE) com 630.234 votos (9,46%) e 16 deputados, mantendo-se na quarta posição o Partido de Renovação Social (PRS), com 88.717 votos (1,33%) e dois deputados.

A histórica Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) viu a votação descer para 60.293 votos (0,90%) e perdeu um dos dois deputados que tinha das últimas eleições. 

Fora do Parlamento angolano, na contagem provisória, fica a estreante Aliança Patriótica Nacional (APN), arrecadando 32.727 votos (0,49%).

Com este resultado, que corresponde a um total de 150 mandatos para o MPLA, o partido no Governo em Angola consegue também manter a maioria qualificada (acima dos 147 deputados eleitos), apesar da forte quebra da votação face às eleições gerais de 2012.

Números nas províncias

O MPLA venceu em todas as 18 províncias. Segundo a CNE, o MPLA garantiu todos os cinco deputados do círculo provincial no Cuanza Norte, Cuanza Sul, Cunene, Huíla e Malanje.

A vitória mais expressiva foi no Cunene, sul do país, com o MPLA a garantir - além dos cinco deputados - uma votação de 89,12% do total, com 153.897 votos, deixando a UNITA com 5,41% e CASA-CE com 3,78%.

Em Cabinda, a votação de 39,75% levou o MPLA a eleger dois deputados, o mesmo número da CASA-CE (29,33%). A UNITA arrecadou o quinto eleito (28,18%).

No Bié, um dos bastiões da UNITA, o partido do galo negro conseguiu dois deputados (38,27%), contra os três (57,42%) do MPLA, cenário idêntico ao do Huambo.

Em Luanda, o MPLA arrecadou 1.016.655 votos (48,20%) até ao momento e três mandatos, contra os 748.839 votos (35,50%) da UNITA, com dois eleitos.

Na Lunda Sul, pouco mais de 6.000 votos separam MPLA (45,96% e 57.640 votos) da UNITA (41,07% e 51.506 votos), respetivamente com três e dois deputados eleitos. Já no Zaire, são três deputados do MPLA, um da UNITA e outro da CASA-CE. O Zaire é a única província que já completou o escrutínio de todas as mesas de voto.

Leia mais