1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

São Tomé e Príncipe

CEN prestes a confirmar vitória da ADI em São Tomé e Príncipe

ADI venceu com maioria absoluta as legislativas em são Tomé e Príncipe, tendo conquistado 33 dos 55 mandatos na Assembleia Nacional. Os resultados são provisórios, segundo a Comissão Eleitoral Nacional.

default

Patrice Trovoada, novo primeiro-ministro de São Tomé e Princípe e presidente da ADI

92 mil 790 eleitores votaram no domingo (12.10) nas eleições gerais legislativas, autárquicas e regionais de São Tomé e Príncipe.

Vitor Correia, presidente da Comissão Eleitoral Nacional (CEN) confirma a liderança da ADI, Ação democrática Independente, na contagem dos votos: "Posso vos dizer que o ADI continua a ser o grande vencedor de todas essas eleições, falo-vos de legislativas e autárquicas."

Este partido conquistou quase todos os mandatos na Assembleia Nacional, revela a Comissão Eleitoral Nacional: "Nas eleições legislativas o ADI é o grande vencedor das eleições, consegiu 33 dos 55 mandatos para a nossa Assembleia Nacional."

Sao Tome und Principe - Vitor Correia

Vitor Correia, presidente da Comissão Nacional Eleitoral, CEN

O MDFM/PL, Movimento Democrático Força da Mudança - Partido Liberal, do ex-presidente Fradique de Menezes, que na legislatura anterior tinha um deputado na Assembleia Nacional, desta vez não conseguiu nenhum mandato.

Queda do MLSTP/PSD

O MLSTP/PSD, Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe e Partido de Convergência Democrática, sofreram quedas brusca.

De acordo com Vitor Correia esta formação "conquistou 16 mandatos, o PSD vem em terceiro lugar com 5 mandatos e o DD, pela primeira vez, vai estar presente na nossa Assembleia Nacional com 1 mandato."

Os sociais democratas na legislatura passada tinham 20 deputados e os convergentes democráticos 7.

Sao Tome und Principe - Vitor Correia

Sede da CEN em São Tomé

ADI também soma e segue nas autárquicas

No entanto, no que toca as eleições autárquicas a Ação democrática Independente de Patrice Trovoada conservou as de Aguá Grande e Me-Zochi, e arrebatou Cantagalo e Lembá, que eram governadas pelo MLSTP/PSD.

O presidente da CEN divulgou ainda que "a ADI só não tem maioria em Taué e em Lobata."

Centenas de militantes da ADI reagiram com euforia ao anúncio da vitória esmagadora do partido nestas eleições na sua sede na capital, São Tomé.

Patrice Trovoada falou do significado da conquista: "Nós devemos ter um profundo respeito pelo nosso povo, que embora a dificuldade, a crise e solicitações diversas teve a coragem de clarificar essa situação política, dando ao ADI, de facto, mandato para governar São Tomé e Príncipe na estabilidade dos próximos 4 anos."

O presidente da ADI prometeu trabalhar com todos os partidos: "Os resultados trazem muita expetativa no ADI e na pessoa do seu candidato à primeiro ministro. É um desafio, mas como nós dissemos durante a campanha, estamos prontos, queremos avançar, queremos trabalhar e trabalhar com todos."

Ouvir o áudio 03:05

CEN prestes a confirmar vitória da ADI em São Tomé e Príncipe

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados