1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Casal da Guiné-Conacri ajuda migrantes a integrar-se

Casal de guineenses criou o "Campeonato da Integração" na Alemanha. A paixão pelo futebol minimiza as diferenças culturais entre africanos e alemães.

default

Amadou Touré no seu escritório em Colónia, na Alemanha

Issa Touré e Amadou Touré vivem na Alemanha há 12 anos. Quando chegaram a Colónia, no oeste da Alemanha, perceberam de imediato que muitos migrantes africanos enfrentavam várias dificuldades no novo país - seja por causa da língua ou por causa das diferenças culturais.

"A maior parte destas pessoas fica no seu próprio canto", diz Amadou. Por isso, o casal resolveu fazer algo. Em 2015, Issa e Amadou Touré criaram uma associação, chamada "Promo Guinee Africa", para ajudar migrantes africanos na Alemanha. Recentemente, organizaram também um jogo de futebol intercultural em Colónia.

Köln Fußball

Campeonato de futebol da integração, em Colónia

Futebol como forma de integração

O "Campeonato da Integração" juntou camaroneses, guineenses e alemães.

"Aproveitámos esta oportunidade para conversar sobre o que poderíamos fazer para melhorar a nossa integração na cultura alemã", diz René, um jovem dos Camarões de 32 anos. "O futebol une as pessoas e desempenha um papel importante no processo de integração."

Este foi o primeiro campeonato de futebol do género em Colónia e o casal Touré planeia organizar mais no futuro.

Amadou Touré quer ajudar os muitos guineenses que estão isolados e não vão à escola, não têm trabalho e estão perdidos: "Queremos melhorar a condição de vida dos migrantes da África, em especial dos guineenses, na Alemanha. Vamos com ele ao serviço de estrangeiros, a advogados, a médicos. Muitos africanos, particularmente os guineenses, procuram-nos para pedir ajuda. Estou sempre muito ocupado, mal tenho tempo para mim", conta Amadou.

Ouvir o áudio 02:28

Casal da Guiné-Conacri ajuda migrantes a integrar-se

Incentivo e solidariedade

O partido alemão dos Verdes também foi convidado a participar no campeonato. Michael Kaiser, membro da associação local dos Verdes, conta que apoiou desde logo a iniciativa: "Aceitámos quase de imediato, sem pensar muito. Há pouco tempo, também organizámos um campeonato de futebol, sobretudo com imigrantes. Entre eles, estavam alguns refugiados da Síria e também participaram equipas alemãs. Durante o jogo, foi fácil notar que o futebol realmente une as pessoas." 

A associação dos Touré tem outros projetos. O casal acredita que os africanos de Colónia precisam de um "centro africano", um lugar onde eles se possam se reunir e falar livremente sobre os desafios que enfrentam na Alemanha. Com a criação desse centro, o casal acredita que os problemas possam ser resolvidos em grupo.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados