1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Capital do Niassa terá finalmente estrada asfaltada

Os habitantes de Lichinga, no norte de Moçambique, pediram várias vezes ao Governo para asfaltar a estrada que liga a capital do Niassa a Cuamba. Segundo o governador da província, as obras deverão arrancar em setembro.

Lichinga, capital da província do Niassa, continua sem acesso asfaltado às outras províncias do país. Ainda é de terra batida a estrada que liga Lichinga a Cuamba, considerada fundamental para o desenvolvimento do Niassa.

As atuais condições da via, que também dá acesso ao vizinho Malawi, têm dificultado a circulação de pessoas e bens praticamente em todas as épocas do ano. A situação tem sido mais crítica durante a estação das chuvas. Muitas vezes as mercadorias tardam em chegar à província porque muitas empresas de transporte se recusam a fazer entregas devido ao estado da estrada.

Straße von Mandimba nach Lichinga

Estrada de ligação de Mandimba a Lichinga

Os residentes têm exigido ao Governo que avance com a asfaltagem da estrada o mais rapidamente possível. Até porque nos períodos eleitorais, a melhoria da estrada tem sido uma promessa constante para tentar conquistar votos entre a população, lembra o morador Gil António.

"Prometeram que iam tratar da questão da estrada Lichinga a Cuamba. Nós não temos acesso a muita coisa por causa dessa estrada, que está danificada já há bastante tempo", sublinha este residente.

A asfaltagem da estrada está a fazer falta, sobretudo para o escoamento dos produtos para fora da província, afirma Tiago Tiago, produtor no Niassa. "Para o sector da agricultura, seria mais fácil", afirma. Tanto para ir buscar produtos que não são produzidos localmente como para facilitar a vida dos produtores, que assim poderiam "encontrar mercados fora de Lichinga e do Niassa para os produtos que produzem em quantidade", explica.

Obras já têm financiamento

O governador do Niassa, Arlindo Chilundo, assegurou à DW África que as obras de asfaltagem da estrada Lichinga-Cuamba deverão arrancar já em setembro. "Já se conseguiu financiamento para esta estrada", nomeadamente para os troços Cuamba-Muita e Muita-Massangul, anunciou o governador. Um dos financiadores será o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

Ouvir o áudio 02:25

Capital do Niassa terá finalmente estrada asfaltada

Uma equipa técnica tem estado no terreno, esperando-se que, em breve, possam ser lançados os concursos para a construção dos troços previstos, revelou ainda Arlindo Chilundo.

A estrada que liga Lichinga a Cuamba é um troço de 300 quilómetros que faz parte do Corredor de Nacala. É fundamental para a ligação de Lichinga ao mar, não só para o escoamento de produtos, mas também para a importação de bens e para o transporte de passageiros.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados