1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Guiné-Bissau

CAN2017: Camarões vencem Guiné-Bissau

Seleção guineense lutou, mas não conseguiu travar o poderio dos camaroneses, na quarta-feira. Selecionador da Guiné-Bissau diz que "não está nada perdido". Agora será preciso vencer o próximo jogo.

A Guiné-Bissau foi, esta quarta-feira (18.01), derrotada pelos Camarões, por 1-2, em partida da segunda jornada do Grupo A do Campeonato Africano das Nações (CAN), a decorrer no Gabão.

O avançado guineense Piqueti Djassi, que joga no SC Braga de Portugal, abriu o marcador aos 13 minutos. O golo fez levantar o estádio. Mas, na segunda parte, veio a reviravolta camaronesa: Siani marcou aos 61 minutos e Ngadeu-Ngadjui aos 79.

Para o seleccionador nacional, Baciro Candé, a Guiné-Bissau merecia ganhar o jogo: "Se houvesse um justo vencedor, seria a Guiné-Bissau", afirmou o técnico guineense. "Marcámos o primeiro golo e, aos 15 minutos, falhámos outro, que seria o segundo. Na segunda parte, podíamos ter marcado o terceiro, mas falhámos."

Ouvir o áudio 02:28

Camarões vencem Guiné-Bissau no CAN

Quebra física

Edgar Carlos Pires, comentador desportivo, diz que a quebra física dos jogadores guineenses conduziu à derrota.

A seleção da Guiné-Bissau "acabou por fazer um bom jogo enquanto pôde, enquanto fisicamente aguentou. Depois os Camarões forçaram a nota, conseguiram marcar dois golos, com remates de longe", diz Pires.

Os 'djurtus' jogam, pela primeira vez, na fase final do CAN e ainda têm "de aprender muita coisa", acrescenta.

Agora, lembra o comentador, para seguir em frente, será crucial vencer o próximo jogo, no domingo (22.01), frente ao Burkina Faso, que empatou na quarta-feira 1-1 frente ao anfitrião Gabão.

'Djurtus' confiam

No fecho da segunda jornada, os Camarões passaram a liderar o Grupo A, com quatro pontos, seguidos do Burkina Faso e do Gabão, ambos com dois pontos. A Guiné-Bissau só tem um ponto e terá de vencer na última jornada para poder acalentar a esperança de seguir em frente na competição.

O selecionador guineense acredita que é possível passar à fase seguinte: "Ainda falta um jogo. Ganhando esse jogo, fazemos quatro pontos. Portanto, tudo é possível. Ainda está tudo em aberto. Não está nada perdido", disse Baciro Candé.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados