1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Cabo Verde tem o seu primeiro cardeal

Com a nomeação (4.01), pelo papa Francisco, do bispo cabo-verdiano Arlindo Gomes Furtado, sobe para sete o número de cardeais lusófonos com direito de voto na escolha do líder da Igreja Católica.

default

Dom Arlindo Furtado

O bispo da Diocese de Santiago, Dom Arlindo Furtado, que foi designado pelo papa Francisco primeiro cardeal de Cabo Verde, atribui essa elevação ao papel que a Igreja Católica tem tido no arquipélago na medida em que a história da igreja católica em Cabo Verde se confunde com a do povoamento das ilhas.

A diocese de Santiago foi criada em 1533 a partir do desmembramento da então Arquidiocese do Funchal, em Portugal. É a mais antiga circunscrição católica criada no continente africano, depois das invasões muçulmanas no Magrebe. Desde então o número de fiéis tem aumentado a medida que a população cabo-verdiana tem crescido.

Cabo Verde tem mais de 75% de católicos

Bildergalerie Weihnachten Weltweit Vatikan 2014

Praça de S.Pedro em Roma

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, 77,3 por cento dos cerca de 500 mil habitantes de Cabo Verde são católicos.

Esta é uma das razões que leva o bispo Dom Arlindo Furtado a considerar que a sua nomeação é um sinal de que a Santa Sé reconhece o crescimento da Igreja Católica em Cabo Verde:"Considero que esta nomeação de um bispo de Cabo Verde para o sacro colégio cardinalício é o reconhecimento e o apreço pela história de Cabo Verde".

Dom Arlindo Furtado acredita que a sua nomeação reforça também o peso do continente africano no seio da Igreja Católica. "Mais um cardeal da África que vai estar presente no centro de decisão da Igreja Universal. Isto reforça o peso da África e da igreja em África", diz ainda Furtado.

O Bispo de Santiago integra um grupo de 15 novos cardeais nomeados pelo papa, durante a oração do Angelus deste domingo (04.01), na Praça de São Pedro.

Dom Arlindo Furtado atribui essa nomeação ao papel pastoral que o papa Francisco reserva aos discípulos de Pedro:"Tudo que favoreça essa proximidade, esse diálogo, esse estímulo, esse apoio mútuo, essa partilha fraterna, até também no perdão mútuo e na reconciliação com a simplicidade e a humildade que caraterizam os membros de uma mesma família em Cristo, é isso que o papa quer promover. Estou convencido que a chamada de novos cardeais, desta vez a maioria vem da base, o papa quer precisamente reforçar na igreja esta dimensão".

Toda classe política cabo-verdiana saúda a nomeação

Weihnachtsnacht Messe im Vatikan

Papa Francisco

O Governo de Cabo Verde e o principal partido da oposição, o MpD, regozijaram-se com o anúncio feito pelo papa Francisco.

Em entrevista à rádio pública, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, também não escondeu a sua satisfação: "Isso representa para Cabo Verde mais um factor de prestígio, de reconhecimento para além das nossas fronteiras. É um momento de orgulho e regozijo para todos os cabo-verdianos, mas em especial naturalmente para a Igreja Católica de Cabo Verde e para toda a comunidade católica deste país que é uma comunidade maioritária em Cabo Verde".

A cerimónia de investidura de Dom Arlindo Furtado está prevista para o dia 14 de Fevereiro próximo.

Furtado foi ordenado padre em 1976

Dom Arlindo Furtado nasceu a 04 de Outubro de 1949 em Santa Catarina de Santiago, estudou teologia em Portugal tendo sido ordenado padre em 1976.

Já foi vigário paroquial e chanceler. Em novembro de 2003 foi nomeado pelo papa João Paulo II como primeiro bispo da nova Diocese de Mindelo e em agosto de 2009 tomou posse como bispo de Santiago.


Moçambique tem cardeal emérito

A Conferência Episcopal de Moçambique (CEM) manifestou satisfação pela nomeação do bispo emérito de Xai-Xai, sul de Moçambique, Júlio Duarte Langa, para cardeal considerando o ato "um reconhecimento do trabalho da Igreja Católica moçambicana".

"Ao nível dos bispos moçambicanos, reina uma enorme satisfação com a nomeação do bispo emérito Júlio Langa. O papa reconhece, com esse gesto, o trabalho e o esforço que a Igreja Católica em Moçambique tem vindo a empreender", disse, em declarações à agência de notícias LUSA, o porta-voz da CEM, bispo auxiliar de Maputo João Carlos Nunes.

Ouvir o áudio 03:03

Cabo Verde tem o seu primeiro cardeal

Para Nunes, a nomeação de Langa responde à forte mobilização evangélica e ao trabalho no campo social e humanitário que a Igreja católica moçambicana tem estado a fazer.

João Carlos Nunes congratulou-se com o facto de Moçambique passar a ter dois cardeais, uma vez que já tinha esse estatuto o arcebispo emérito de Moçambique, Alexandre José dos Santos.

Termos dois cardeais é testemunho do vigor da Igreja Católica em Moçambique, até tendo em conta que já temos dois bispos que integram conselhos pontifícios", acrescentou Nunes.

Tanto Júlio Duarte Langa como Alexandre José dos Santos são bispos não eleitores, não tendo, por isso, direito de votar na escolha de um novo papa, mas assistem o líder do Vaticano nas suas decisões.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados