1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Cabo Verde: PM e líder da oposição acordam encontros trimestrais

Ulisses Correia e Silva e Janira Hopffer Almada vão passar a reunir regularmente para concertar posições. Falta de diálogo tem sido uma das principais críticas da líder da oposição ao primeiro-ministro.

O chefe do Governo e a líder da oposição em Cabo Verde vão passar a realizar encontros trimestrais para concertar posições em matérias consideradas estruturantes para o país e que precisem de maioria de dois terços para passarem no Parlamento.

A decisão saiu de uma reunião realizada este sábado, na cidade da Praia, entre o líder do Movimento para a Democracia (MpD) e primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e a presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), maior partido da oposição.

À saída do encontro, Janira Hopffer Almada adiantou ter proposto ao chefe do Governo a realização de encontros trimestrais para "trabalhar em diálogo e promover consensos em matérias estruturantes e de regime".

Vários temas em debate

Revisão do código eleitoral, reforço da fiscalização do financiamento dos partidos e regionalização são algumas das áreas em que Janira Hoppfer Almada defende a necessidade de encontrar posições comuns, uma vez que se trata de matérias legislativas que precisam de uma maioria de dois terços para serem aprovadas na Assembleia Nacional.

Kap Verde Parlament (J. M. Borges)

Sessão plenária do Parlamento cabo-verdiano

A presidente do PAICV considerou também existirem outras matérias como a questão do municipalismo, da segurança e da justiça em que existe interesse num diálogo regular. "Os níveis de criminalidade aumentaram e as pessoas estão a sentir-se inseguras e pode afetar também o turismo", que representa mais de 20% da riqueza produzida no país, disse Janira Hopffer Almada.

No encontro foram ainda abordados, segundo a líder do PAICV, outros assuntos como a isenção de vistos para cidadãos da União Europeia, medida que deverá entrar em vigor em janeiro, e de que a oposição é crítica.

Correia e Silva confirma

O primeiro-ministro não fez declarações à imprensa, mas na sua página na rede social Facebook, Ulisses Correia e Silva deu conta do acordo a que chegou com Janira Hopffer Almada.

"Enquanto chefe do Governo ficou acordado com a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, recebida em audiência, encontros trimestrais, por forma a concertar matérias que têm de ser aprovadas por maioria de dois terços dos deputados no parlamento, nomeadamente a revisão constitucional, a regionalização, o código eleitoral, entre outras matérias estruturantes a nível do Estado", escreveu Ulisses Correia e Silva.

A falta de diálogo tem sido uma das principais críticas feitas a Ulisses Correia e Silva por Janira Hopffer Almada, que acusa o primeiro-ministro de não ir ao Parlamento prestar contas aos deputados.

Leia mais