1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Cabo Verde acolhe primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia

A competição está agendada para outubro de 2019. São esperados na ilha do Sal 1.500 atletas de 54 países africanos. Um evento que pode trazer "ganhos importantes" para o país, sublinha o Comité Olímpico de Cabo Verde.

Cap Verde - CPLP Spiele lusophoner Judendlicher (Divulgação)

Foto ilustrativa: Jogos da CPLP na ilha do Sal, em 2016

"São os jogos africanos de praia, ou na areia ou no mar, que serão realizados com a participação de todos os países africanos”, afirma a presidente do Comité Olímpico de Cabo Verde (COC), Filomena Fortes, radiante com a escolha do país para acolher os primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia. Nos 41 anos de independência, Cabo Verde nunca acolheu um evento desta envergadura.

A candidatura de Cabo Verde foi aprovada durante a 50.ª assembleia da Associação dos Comités Nacionais de Olímpicos Africanos (ACNOA), realizada no último fim de semana, em Bamako, no Mali. O país estava na corrida pela organização do evento com as Ilhas Maurícias.

1.500 atletas esperados em Cabo Verde

Os primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia vão contar com a participação de 54 países africanos. Segundo Filomena Fortes o caderno de encargos lista 19 modalidades, mas ainda não se sabe quais são. "Esta quarta-feira (08.02) teremos uma reunião com as federações associadas e a Direção-Geral dos Desportos para definirmos tudo. Das 19 modalidades iremos escolher aquelas que Cabo Verde achar que poderá dar resposta e depois faremos a proposta à ACNOA".

Ouvir o áudio 02:36

Cabo Verde acolhe primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia

Em entrevista exclusiva à DW África, a presidente do Comité Olímpico de Cabo Verde avança que 1.500 atletas podem participar nestes jogos. "Mas tudo dependerá das modalidades que nós escolhermos e com a forma de qualificação para os próximos jogos", acrescenta.

Os atletas olímpicos ficarão alojados no complexo de Vila Verde, na localidade da Palmeira, na ilha do Sal. Em janeiro a comitiva da ACNOA esteve no país para analisar as condições e, segundo Filomena Fortes, "ao ver a Vila Verde, mesmo só à entrada, disse ‘isto é o que nós precisamos'”.

"É uma vila e não há necessidade de se construir nada. Vila Verde é uma autêntica vila olímpica. Estive presente nos Jogos Olímpicos de Rio de Janeiro e Londres e posso-lhe garantir que nenhuma delas tem melhores condições que Vila Verde", sublinha.

Custo depende das modalidades

O custo exato da organização do evento não está ainda definido. Sabe-se, no entanto, que serão repartidos entre o Governo cabo-verdiano, o Comité Olímpico de Cabo Verde, a Associação dos Comités Nacionais Olímpicos Africanos, a Câmara do Sal e os operadores turísticos da ilha.

Senegal Dakar Meer Strand Fußball Flash-Galerie

Futebol de praia do Senegal

Segundo a presidente do COC, "o custo dependerá das modalidades que forem escolhidas". 

"A ACNOA terá a responsabilidade de pagamentos das passagens e o financiamento local é da responsabilidade de Cabo Verde, através da Comissão Organizadora dos Jogos que será criada pelo COC, o Governo e as instituições parceiras”, explica.

Filomena Fortes acredita que esses jogos vão trazer ganhos importantes para o país em "em todos os sentidos”. "É uma possibilidade de se atrair mais turistas e, principalmente, mais competições internacionais”, conclui.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados