Bundesliga - 15ª jornada | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 08.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Bundesliga - 15ª jornada

Borussia Mönchengladbach e Schalke protagonizam o principal encontro do fim de semana, com relato ao vivo na DW África, este sábado, a partir das 17h25 (hora universal).

No passado fim de semana, cinco vitórias em casa, três empates e apenas uma vitória fora de portas marcaram a ronda da Bundesliga. Foram apontados 27 golos, e o Bayern Munique saiu consolidado no primeiro posto da tabela. E esta semana, como vai ser? Olhemos com maior detalhe os nove encontros da 15ª jornada da liga alemã.

Estugarda (13º, 17 pontos) x Bayer Leverkusen (9º, 21 pontos), 6ª feira, 8 dezembro

O “internacional” Deniz Aytekin vai apitar um jogo entre dois clássicos que, esta época, estão longe do esplendor de outros tempos. 
Sendo certo que o conjunto de Leverkusen está apenas a um ponto dos lugares europeus, não é menos verdade que os seus adeptos aguardariam um rendimento algo superior nesta altura da prova. Nos últimos quatro encontros, os pupilos de Heiko Herrlich não perderam, mas só ganharam uma vez…
Já o Estugarda procura libertar-se definitivamente da parte baixa da tabela. É um conjunto irregular fora de casa mas, na Mercedes Benz Arena, é temível: cinco vitórias e apenas um empate (cedido há mais de dois meses, perante o Augsburgo). Não surpreenderia que os homens da floresta negra continuassem no trilho dos resultados positivos; esta é, seguramente, uma viagem de elevado risco para o Bayer.

Borussia Dortmund (6º, 22 pontos) x Werder Bremen (17º, 11 pontos), sábado, 9 dezembro

Tarda em encontrar consistência, a equipa de Peter Bosz. O técnico reconhece debilidades, e muitos colocam o seu lugar em risco, jogo após jogo. Perante a “onda amarela” que sempre o suporta, o Borussia é favorito frente ao Werder Bremen.
Atente-se, porém, num pormenor: a equipa visitante está em crescendo (duas vitórias nos últimos três jogos), embora fora do Weserstadion resida o seu principal problema. É que o Werder é uma das cinco equipas que ainda não ganharam na condição de visitante.
Jogar em Dortmund é sempre um excelente desafio…

Leipzig (2º, 26 pontos) x Mainz (14º, 15 pontos), sábado, 9 dezembro

Afastado da Liga dos Campeões (embora continue nas competições europeias por via da Liga Europa), o Leipzig aponta agora baterias à Bundesliga, e sabe que, nesta ronda, os seus dois mais diretos perseguidores (Schalke e Borussia Monchengladbach) jogam entre si.
Mais um belo motivo, portanto, para os comandados do austríaco Ralf Hasenhüttl fazerem tudo para ganhar o duelo com o Mainz. Nas últimas duas partidas o Mainz perdeu em Freiburgo e em casa com o Augsburgo, pelo que anseia inverter a tendência recente. 
Sendo este um dos jogos com menos história da Bundesliga, fica o registo de que, nos únicos dois encontros até agora disputados entre estes emblemas, a vitória pendeu para o Leipzig.

Eintracht Frankfurt (8º, 22 pontos) x Bayern Munique (1º, 32 pontos), sábado, 9 dezembro

Uma viagem longa (quase 400 quilómetros) e de alto risco para o comandante Bayern. Na última saída, Heynckes e a sua armada foram derrotados em Mönchengladbach, e não quererão correr o risco de novo insucesso. Ademais, a vantagem pontual sobre o segundo da tabela é confortável (seis pontos), o que retira grande parte da pressão aos bávaros.
Do lado do Eintracht há uma clara apetência pelos jogos na Commerzbank Arena: a equipa ganhou 20 dos 27 pontos que disputou perante o seu público, esta época. O ganês Kevin Prince Boateng, regressado este ano à Alemanha depois de uma passagem pelo Las Palmas, é trunfo importante para liderar um Eintracht sempre muito agressivo e objetivo. 

Assistir ao vídeo 01:04

Duelo de gigantes na 15ª jornada da Bundesliga

Para os bávaros, Lewandowski defende a liderança dos goleadores. E está a um golo apenas dos 300 na sua carreira profissional (ao longo de onze épocas e meia). Do outro lado encontra um dos guarda-redes menos batidos: Lukas Hradecky, nascido em Bratislava mas de nacionalidade finlandesa, sofreu apenas 14 golos até agora. Um duelo particular a seguir com muito interesse.
Bayern favorito? Sim, mas…

Hamburgo (15º, 14 pontos) x Wolfsburgo (11º, 17 pontos), sábado, 9 dezembro

Na segunda metade a luta é imensa. A prova está na proximidade de Hamburgo e Wolfsburgo, sendo que os homens da cidade portuária, se vencerem, juntam-se aos “verdes” da Wolkswagen Arena.
Curiosamente, dois emblemas que, nas últimas quatro rondas, conquistaram o mesmo número de pontos (sete). Mas a propensão caseira do Hamburgo (apenas perdeu uma vez) contrasta com a debilidade forasteira do Wolfsburgo (só uma vitória conseguida).
Esta é uma soberana oportunidade para o conjunto de Markus Gisdol poder equilibrar contas, contando com o apoio do seu público. Resta saber se Didavi (em momento superior de forma, com cinco golos já apontados) e seus companheiros estarão pelos ajustes.

Borussia Mönchengladbach (4º, 24 pontos) x Schalke (3º, 25 pontos), sábado, 9 dezembro

O grande jogo da jornada, que poderá seguir através do relato ao vivo da Deutsche Welle a partir das 17h25 (hora universal) deste sábado.
Num duelo regional (apenas 84 quilómetros separam os dois estádios), luta-se pelos lugares de topo, com as duas equipas a virem de desempenhos dececionantes: o Borussia, depois de bater o Bayern, em casa, perdeu rotundamente em Wolfsburgo (3-0), e o Schalke não conseguiu melhor do que um empate a dois golos, em Gelsenkirchen, perante o “lanterna vermelha” Colónia.
Há mais de quatro anos e meio que o Schalke não ganha no Borussia Park, numa história longa de 90 jogos entre as duas equipas no principal campeonato alemão. 
Para os da casa, a ausência de Patrick Herrmann será decerto um contratempo, até porque os visitantes não perdem há oito jogos, e têm rubricado um rendimento em crescendo até à presente fase da temporada. Uma bela partida em perspetiva, um verdadeiro jogo de tripla!

Colónia (18º, 3 pontos) x Freiburgo (16º, 12 pontos), domingo, 10 dezembro

Estão ambos aflitos, embora a aflição do Colónia seja quase irresolúvel: apesar do empate em Gelsenkirchen, a equipa mantém uma imensa distância em relação a Werder Bremen e Freiburgo, justamente os emblemas que a precedem na tabela classificativa. 
A saída de Peter Stöger não foi consensual, e o Colónia passa, esta semana, pelo “estado de graça” sempre gerado por uma mudança de treinador. A dúvida é, porém, pertinente: que Colónia subirá ao relvado do RheinEnergie Stadion este domingo? O “do costume”, débil e perdulário, ou o personalizado conjunto da 14ª ronda, frente ao Schalke? Pelo meio, ficou a eliminação da Liga Europa, com a derrota de quinta-feira, em Belgrado, frente ao Estrela Vermelha.
O Freiburgo tem uma palavra a dizer, ciente de que não pode deixar os rivais diretos na luta pela fuga aos lugares de despromoção distanciarem-se de modo significativo.

Hannover (10º, 19 pontos) x Hoffenheim (5º, 23 pontos), domingo, 10 dezembro

O quarto ataque da Bundesliga (Hoffenheim, com 25 golos marcados), visita o conjunto mais equilibrado (Hannover, com 5 vitórias, 4 empates e 5 derrotas). A equipa de Sinsheim viaja a Hannover depois de uma surpreendente goleada (4-0) sobre o Leipzig, e está apenas a três pontos do segundo posto. Está em alta, apesar da má carreira na Liga Europa, da qual foi já eliminada. O que pode, evidentemente, repercutir-se de modo positivo na focalização no campeonato.

Já o Hannover assina o percurso que se esperava, e tem mesmo vindo a decair muito nas últimas rondas: apenas um ponto nos últimos doze possíveis. Mas a vantagem de quem está a meio da tabela é justamente a de ter alguma margem de erro. Já quem luta – como a equipa de Sinsheim – pelos lugares cimeiros não se poderá dar ao luxo de tal “repouso”.

Augsburgo (7º, 22 pontos) x Hertha Berlim (12º, 17 pontos), domingo, 10 dezembro

Muito bem o Augsburgo, menos bem o Hertha, nas últimas cinco jornadas. Os donos da casa venceram por três vezes, e só perderam em Munique, perante o Bayern, por 3-0. A equipa da capital só ganhou em Colónia (2-0, a sua única vitória fora de casa) e perdeu três encontros. É uma formação que já não terá mais desgaste europeu, uma vez que ficou afastada na fase de grupos da Liga Europa.
Mas esta partida da WWK Arena, que fecha a ronda 15 da liga alemã, pode catapultar o Augsburgo para a luta titânica pelos primeiros postos: a equipa de Manuel Baum está apenas a três pontos do terceiro (Schalke) e a quatro do segundo (Leipzig), pelo que é absolutamente legítima a ambição de, vencendo a partida frente ao Hertha, mostrar argumentos no topo. Tem uma clara dose de favoritismo, o Augsburgo. Mas desde quando é que isso venceu jogos?...

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados