1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

BRICS estimula o crescimento económico em África, diz especialista

O bloco económico de países emergentes, incluindo a África do Sul, tem efeitos positivos em todo o continente africano, defende economista. Cimeira do BRICS teve início este domino (03.09) na China.

default

Cimeira do BRICS decorre até terça-feira (05.09) em Xiamen, na China

O bloco dos cinco países emergentes, formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS), tem proporcionado o crescimento económico de toda a África. É o que defende o economista queniano Aly Khan Satchu.

Em entrevista à emissora China Global Television Network, Satchu disse o BRICS não só beneficia a África do Sul, membro do grupo há sete anos, mas também tem melhorado a relação entre vários países.

"O BRICS já fez um ótimo negócio para a África. Há 30 anos, a África tinha poucos parceiros comerciais. Hoje, temos a cooperação económica sul-sul, que tem sido de apoio único para o continente, obviamente há alguns desafios com os preços das commodities em algumas partes do continente, mas, em geral, acho que foi um grande impulso para o continente crescer mais", acrescentou Satchu.

Em relação à África do Sul, o economista ressaltou que o país aproveitou os benefícios trazidos pelos BRICS desde sua inclusão na organização. "Fora de todos esses países BRICS, a África do Sul tem sido a economia com o crescimento mais lento. O BRICS tem sido uma força positiva, criou um efeito de atração para a economia sul-africana. Penso que teria crescido ainda mais devagar sem esse apoio”. 

China | Xiamen bereit sich auf den 9. BRICS summit vor

Presidente chinês diz que Xiamen simboliza o espírito empreendedor do país

Bloco está reunido na China

Neste domingo (03.09), o Presidente chinés, Xi Jinping, abriu a cimeira das economias emergentes numa reunião com empresários em que reivindicou o potencial dos cinco países membros do bloco para revolucionar a economia mundial.

"Na última década, os países do BRICS avançaram e convertemo-nos num fator importante na economia mundial", disse Xi na abertura do Fórum Empresarial, no qual estavam presentes o Presidente do Brasil, Michel Temer, e da África do Sul, Jacob Zuma.

Nos últimos dez anos, o Produto Interno Bruto (PIB) combinado destes cinco países cresceu 179%, o comércio 94% e a população urbana 28%, o que segundo Xi Junping "contribuiu para estabilizar a economia mundial e devolvê-la ao caminho de crescimento, beneficiando três mil milhões de pessoas".

O político chinês admitiu que os países do BRICS têm sido afetados por vários fatores, externos e internos, mas que mantêm o seu potencial de crescimento e de influenciar o mundo. "Continuamos a ter plena confiança, é hora de embarcar numa nova jornada, uma segunda década dourada para a cooperação dos BRICS", acrescentou Xi.

Esta reunião do BRICS realiza-se na cidade chinesa de Xiamen, próxima de Taiwan e um dos principias portos da China. A cimeria os cinco países membros decorre até terça-feira.

Leia mais