1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Angola vai receber donativos de campanha de solidariedade alemã

A organização alemã Pão para o Mundo escolheu Angola para a campanha nacional de angariação de fundos. Petra Aschoff, responsável da ONG, destaca que apesar da riqueza do país, a população continua a precisar de ajuda.

Anualmente a organização de cooperação internacional Brot für die Welt – Pão para o Mundo, da Igreja Evangélica Luterana da Alemanha, foca um país tema durante a sua campanha anual de angariação de fundos.

Este ano, Angola estará no foco da campanha, que tem início em Bremen, no norte da Alemanha, a 30 de novembro. Uma das organizações que vai beneficiar da solidariedade dos alemães é a Associação Cristã da Mocidade – Kwanza-Sul (ACM-KS) no sul de Angola.

DW África: Sabemos que Angola é um país muito rico em termos de recursos naturais. Angola realmente precisa de doações da Alemanha?

Petra Aschoff

Petra Aschoff é a responsável alemã da Pão para o Mundo em Angola

Petra Aschoff (PA): Sim precisa, porque Angola sofreu muitos anos de guerra civil. A organização Pão para o Mundo está a ajudar um projeto da organização Associação Cristã da Mocidade – Kwanza-Sul. Kwanza-Sul é uma província onde a guerra tinha uma identidade muito forte e a população que vive lá é constituída maioritariamente por refugiados que voltaram para esta região há 12 ou 13 anos. Todas as infra-estruturas foram destruídas e as pessoas que chegaram lá, chegaram sem nada nas mãos. Precisavam realmente de ajuda. Desde há alguns anos a organização Pão para o Mundo está a ajudar esta organização com projetos de desenvolvimento.

DW África: O que concretamente faz a ACM-KS na zona?

PA: Uma das principais ações no terreno é o ensino de métodos de sustentabilidade agrícola, porque é importante manter as riquezas dos solos e sementes, mas é também importante organizar a sociedade civil e os camponeses. Eles normalmente trabalham sozinhos e é importante organizá-los por várias razões. Este projeto tem uma grande componente de apoio das estruturas sociais. A organização criou grupos responsáveis para vários temas, como a higiene, os métodos agrícolas, abastecimento de água, o melhoramento da comercialização dos produtos.

Ouvir o áudio 03:27

Angola vai receber donativos de campanha de solidariedade alemã

DW África: A partir de 30 de novembro vão ser pedidas as doações para a organização Pão para o Mundo. Todas as doações deste ano vão para estes projetos em Angola?

PA: Não, não vai ser assim. Todas as doações que entram na organização são para estes projetos aprovados para este e para os próximos três anos. A ACM-KS é só um exemplo de como a Pão para o Mundo trabalha em conjunto com as organizações no sul. É só um exemplo.

DW África: Portanto é uma pequena parte que vai para Angola. Quanto é que Pão para o Mundo investiu no último ano nestes projetos em Angola?

PA: São quase 100 mil euros por ano. Agora o novo projeto está em processo de aprovação e vão ser 130 mil euros por ano.

DW África: Tudo na província de Kwanza-Sul?

PA: Sim, é na província de Kwanza-Sul, no distrito de Pambangala, e no trabalho para oito comunidades.

Angola Landwirtschaft Kwanza Sul

O projeto da ACM-KS pretende ensinar métodos de cultivo e de abastecimento de água, entre outros

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados