1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Alemanha quer reforçar cooperação com São Tomé e Príncipe

Educação, turismo e protecção do meio ambiente são áreas a apostar em São Tomé e Príncipe. A garantia é dada pelo novo embaixador alemão no arquipélago, Burkhard Ducoffre, em entrevista à DW África.

default

Presidente são-tomense Evaristo Carvalho (dir.) acreditou o novo embaixador da Alemanha na terça-feira (11.04)

O novo embaixador da Alemanha em São Tomé e Príncipe quer estreitar os laços de cooperação e amizade entre os dois países. E uma das áreas-chave é a educação. Um centro de formação de língua alemã está a funcionar há um ano na Universidade pública de São Tomé e Príncipe. Agora, a ideia é alargar a oferta de formação.

"É do nosso interesse expandir a língua alemã pelo mundo fora", afirma Burkhard Ducoffre. "Na visita que fiz à escola germânica foi avançada a ideia de não haver só aulas de alemão, mas também promover uma formação específica na área de hotelaria".

Ouvir o áudio 02:53

Alemanha quer reforçar cooperação com São Tomé e Príncipe

O embaixador lembra que o arquipélago lusófono tem grandes potencialidades turísticas.

Nos últimos anos, São Tomé e Príncipe tem participado na Feira Internacional de Turismo de Berlim para atrair mais turistas alemães - daí também a aposta no ensino de alemão.

"São Tomé procura desenvolver a área do turismo. E, nessa área, as línguas são importantes para que os turistas sejam também recebidos na sua língua materna", afirma Burkhard Ducoffre.

Interesses em comum

A Alemanha e São Tomé e Príncipe cooperam desde a independência em 1975. Burkard Ducoffre sublinha que os dois países têm interesses em comum, como "o empenho na protecção do meio ambiente".

Burkhard Ducoffre

Burkhard Ducoffre: "É do nosso interesse expandir a língua alemã"

Recentemente, o Governo de São Tomé e Príncipe assinou um acordo com a União Europeia (UE) no âmbito da proteção do meio ambiente e proteção da água.

"Enquanto embaixador, fico contente por, juntamente com o Governo são-tomense, poder discutir nos próximos tempos mais oportunidades de intensificar a cooperação entre São Tomé e Príncipe e a Alemanha", revela Burkard Ducoffre.

Em janeiro, a UE disponibilizou 6 milhões e 750 mil euros para financiar o programa de apoio à melhoria da produção das culturas de exportação como o cacau, café, baunilha e pimenta, para a criação de um sistema de indicação geográfica nacional e para o reforço das áreas de pesquisa e serviços estatísticos. E em fevereiro, São Tomé e Príncipe recebeu mais 3,5 milhões de euros para financiar projetos de infra-estruturas.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados