1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Agressores tentam roubar armas de comando policial em Nampula

Agente é morto e outro fica gravemente ferido em ataque contra o Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique em Mogovolas. Autoridades garantem que calma foi restabelecida, mas medo paira entre a população.

default

Sede do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula

Pelo menos seis homens armados atacaram na madrugada do último domingo (27.08) o Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Mogovolas, na província de Nampula. Um polícia foi morto e outro ficou gravemente ferido.

Segundo o porta-voz da Polícia moçambicana em Nampula, Zacarias Nacute, os agressores disseram que queriam denunciar um crime que ocorrera recentemente, antes de iniciar o ataque às instalações policiais.

"No momento em que os indivíduos efetuaram os disparos acabaram atingindo mortalmente um dos nossos colegas e outro contraiu ferimentos e está a receber tratamento no Hospital Central [de Nampula]", afirmou.

Ouvir o áudio 02:28

Agressores tentam roubar armas de comando policial em Nampula

Zacarias Nacute acrescentou que a intenção dos malfeitores era de se apoderarem de armas e munições pertencentes à polícia, mas a ação fracassou. Apenas um suspeito foi detido.

"Graças à intervenção dos colegas que estavam em prontidão noutras áreas do Comando Distrital, não foi possível retirar os instrumentos bélicos. Neste momento, estamos a trabalhar como forma de neutralizar esses indivíduos para a responsabilização criminal pelo homicídio contra o agente da autoridade pública", disse.

Situação é normalizada

O distrito de Mogovolas já foi alvo de ataques de supostos homens armados da RENAMO, mas, por enquanto, a polícia está a investigar e não avança qualquer tipo de informação sobre o assunto.

Mosambik Polizei in Nampula | Zacarias Nacute

Porta-voz da PRM em Nampula, Zacarias Nacute, diz que situação foi normalizada

"Não temos nenhuma informação que nos leve a afirmar que os atacantes são indivíduos da RENAMO", ressaltou o porta-voz da PRM. "A situação politica na nossa província está controlada, tanto é que estamos em periodo de trégua. Além disso, não se trata de nenhum grupo terrorista", explicou.

Apesar das garantias dadas pela polícia sobre o retorno à calma e à tranquilidade, o medo continua a pairar no seio da população no distrito de Mogovolas, como contou à DW África um cidadão residente na vila sede do distrito e que solicitou o anonimato.

"A situação neste momento aqui está calma, estou só a observar. As pessoas estão a andar normalmente e as atividades estão a decorrer. Nas escolas e hospitais, há aderência. Acredito que também estejam a trabalhar normalmente", disse.

Zacarias Nacute diz que "é normal que a população se sinta ameaçada com este tipo de situação, mas a Polícia está a trabalhar no sentido de restabelecer a ordem naquele local". "Tanto é que já foram intensificadas as patrulhas e todas os esquemas de controlo e de vigilância foram reforçados de forma a evitar que algo do género volte a acontecer no distrito ou ao nível da província de Nampula", acrescentou.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados